Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da via anti-inflamatória colinérgica no fígado da prole pelo consumo materno de dieta rica em gordura

Processo: 13/10706-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Marcio Alberto Torsoni
Beneficiário:Tanyara Baliani Payolla
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira , SP, Brasil
Assunto(s):Fígado   Gorduras   Inflamação   Obesidade

Resumo

A obesidade materna está relacionada ao desenvolvimento de distúrbios metabólicos na prole. A exposição a dieta rica em lipídios durante a gestação e lactação pode levar a obesidade e ao aumento de marcadores inflamatórios na fase adulta. Um evento que tem sido bastante investigado é a contribuição dos desafios nutricionais maternos, durante a gestação e lactação, para a programação metabólica e desenvolvimentos de distúrbios metabólicos. O processo inflamatório desencadeado pelo consumo materno de dieta rica em gordura parece ser desencadeado pela ativação da via TLR4/NFkB. A partir desta proteína um cascata de proteínas é ativada levando a produção de citocinas que irão estimular seus receptores alimentando a resposta inflamatória. O fino controle desta resposta, chamado de reflexo inflamatório, evita que a produção elevada de TNF± e IL1² possa promover danos para o organismo. O reflexo anti-anti-inflamatório colinérgico é ativado através do nervo vago e através da subunidade ±7 dos receptores nicotínicos de acetilcolina (±7nAChR)reduz a ativação do NF-kB e, consequente diminui a produção de TNF± e a intensidade da resposta imune. O bloqueio destes receptores ou a denervação da via eferente provoca intensa produção de citocinas em resposta ao LPS. Neste sentido, estudos com modelos experimentais tem mostrado que a prole de mães obesas apresenta a resposta inflamatória exacerbada após um desafio com LPS ou dieta rica em gordura. Assim, é possível que estes animais apresentem o controle do ajuste fino da resposta inflamatória afetado pelo consumo materno de dieta rica em gordura durante a gestação. O fígado é um órgão que apresenta a células de Kupffer, que são macrófagos residentes, e que participam dos processos inflamatórios danosos associados ao fígado gorduroso e obesidade. Sendo assim, o objetivo central do projeto é avaliar a funcionalidade da via anti-inflamatóriacolinérgica na prole de mães obesas e procurar estabelecer uma relação entre os danos hepáticos na prole provocados pelo consumo materno de dieta rica em gordura e o prejuízo no controle da vai anti-inflamatória colinérgica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PAYOLLA, TANYARA BALIANI; LEMES, SIMONE FERREIRA; DE FANTE, THAIS; REGINATO, ANDRESSA; DA SILVA, CRISTIANO MENDES; MICHELETTI, THAYANA DE OLIVEIRA; RODRIGUES, HOSANA GOMES; TORSONI, ADRIANA SOUZA; MILANSKI, MARCIANE; TORSONI, MARCIO ALBERTO. High-fat diet during pregnancy and lactation impairs the cholinergic anti-inflammatory pathway in the liver and white adipose tissue of mouse offspring. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 422, n. C, p. 192-202, FEB 15 2016. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PAYOLLA, Tanyara Baliani. Modulação da via anti-inflamatória colinérgica no fígado e tecido adiposo branco da prole pelo consumo materno de dieta rica em gordura. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Aplicadas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.