Busca avançada
Ano de início
Entree

Projetos coloniais, experiências africanas: a povoação de Nova Oeiras e sua fábrica de ferro. Angola, segunda metade do século XVIII.

Processo: 13/12458-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 01 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Silvia Hunold Lara
Beneficiário:Crislayne Gloss Marão Alfagali
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/19445-5 - Estágio de pesquisa em acervos portugueses para o estudo da fábrica de ferro de Nova Oeiras (Angola, segunda metade do Século XVIII), BE.EP.DR
Assunto(s):Artesãos   Angola   Naturalistas   História da África

Resumo

Este projeto visa analisar as condições de vida e de trabalho dos moradores da povoação de Nova Oeiras, em especial daqueles que lidavam com a transformação do ferro na Real Fábrica de Ferro de Nova Oeiras. De um lado, a instalação da fábrica era parte do projeto da colonização portuguesa em África, estando relacionada aos estudos mineralógicos e científicos que estiveram em expansão na segunda metade do século XVIII, no contexto das políticas pombalinas de fomento às manufaturas. Por outro, ela envolveu trabalhadores de diversa matriz cultural, condição social e jurídica: europeus, africanos, degredados, presidiários. Essa pesquisa pretende discutir como esse grande mosaico de indivíduos, unidos pelos conhecimentos de fundição e forja do ferro, esteve relacionado aos interesses fulcrais das autoridades coloniais e metropolitanas. O estudo das técnicas africanas de fundição e forja do ferro será usado como fio condutor da análise, pois permite compreender as disputas, conflitos, costumes e tradições envolvendo tanto as estratégias da colonização portuguesa de dominação, quanto às formas de resistência articuladas pelos africanos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALFAGALI, Crislayne Gloss Marão. Ferreiros e fundidores da Ilamba : uma história social da fabricação do ferro e da Real Fábrica de Nova Oeiras (Angola, segunda metade do século XVIII). 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.