Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do fator de forma de partículas de vidros para sinterização através da cinética de cristalização determinada por calorimetria exploratória diferencial (DSC)

Processo: 13/09234-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Eduardo Bellini Ferreira
Beneficiário:Roger Gomes Fernandes
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07793-6 - CEPIV - Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação em Vidros, AP.CEPID
Assunto(s):Análise térmica   Sinterização   Cristalização   Cinética

Resumo

A sinterização com cristalização concorrente é uma tecnologia alternativa para produção de vitrocerâmicas. Durante o processo, a densificação e a formação da fase cristalina ocorrem simultaneamente na mesma temperatura. Em geral essa cristalização ocorre a partir da superfície das partículas e pode limitar os processos de sinterização e densificação. A cinética de sinterização de partículas de vidro pode ser calculada a partir do modelo de Clusters, possibilitando prever se um compacto das mesmas sinteriza em um dado tratamento térmico e qual a variação de sua densidade relativa ao longo do tratamento em questão. Apesar de descrever bem os resultados experimentais de sinterização de vidros, o modelo de Clusters ainda deve ser aprimorado no que diz respeito aos parâmetros de forma e empacotamento das partículas para sinterização. Em particular, até o momento, o parâmetro de forma é usado de maneira empírica, ou seja, o modelo considera um fator de correção para o formato de partículas que na verdade é obtido através do ajuste do próprio modelo a dados experimentais. O presente trabalho busca então melhor compreender o efeito do formato de partículas de vidro em um compacto na sua cinética de sinterização com cristalização concorrente. Propomos determinar um fator de forma para partículas de maneira independente do modelo de Clusters, através do cálculo de sua cinética de cristalização e comparação com dados experimentais de calorimetria exploratória diferencial (DSC). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, ROGER G.; REIS, RAPHAEL M. C. V.; TOBAR, RAUL R.; ZANOTTO, EDGAR D.; FERREIRA, EDUARDO B. Simulation and experimental study of the particle size distribution and pore effect on the crystallization of glass powders. ACTA MATERIALIA, v. 175, p. 130-139, AUG 15 2019. Citações Web of Science: 0.
FERNANDES, R. G.; FERREIRA, E. B. The shape of diopside glass particles probed by the non-isothermal crystallization kinetics and Differential Scanning Calorimetry. Journal of Non-Crystalline Solids, v. 497, p. 63-70, OCT 1 2018. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERNANDES, Roger Gomes. Efeito do tamanho e forma das partículas na cinética de cristalização de pó de vidro de diopsídeo detectada por DSC. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.