Busca avançada
Ano de início
Entree

Tolerância diferencial ao alumínio em plantas do gênero Brachiaria: morfologia do sistema radicular, sistema antioxidativo e alumínio trocável no apoplasto

Processo: 13/02986-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:José Lavres Junior
Beneficiário:Felipe Furlan
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Microscopia eletrônica   Nutrição mineral de plantas

Resumo

A base para a alimentação de rebanhos brasileiros constitui-se nas gramíneas forrageiras, que atualmente ocupam aproximadamente 180 milhões de hectares, dos quais 56% pertencem principalmente ao gênero Brachiaria. Grande parte do rebanho nacional encontra-se na região de cerrados, onde os solos predominantes, os Latossolos, apresentam elevada acidez, alta saturação por alumínio (Al) no complexo de troca, possuem baixa capacidade de troca catiônica, baixos teores de P, Ca e Mg. Dentre esses problemas destaca-se a toxidez causada por Al, resultando na redução da produtividade destas plantas. Objetiva-se com esse estudo, avaliar a tolerância ao Al em quatro plantas forrageiras do gênero Brachiaria com relação a aspectos morfológicos, fisiológicos e produtivos das plantas. A hipótese a ser verificada é que, com o aumento das doses do elemento na solução nutritiva, genótipos com maior sensibilidade irão apresentar significativas modificações no sistema radicular e alteração nas atividades enzimáticas. O experimento será desenvolvido em casa de vegetação, com quatro capins do gênero Brachiaria, cultivados em solução nutritiva. As doses de Al estudadas serão: 0, 12, 24 e 36 mg L-1, empregando o delineamento de blocos completos ao acaso, em esquema fatorial 4 x 4 (quatro doses de Al x quatro capins), com quatro repetições. As avalições serão realizadas em dois períodos de crescimento, determinando-se ao final do segundo período: a área foliar total, a massa de matéria seca da parte aérea e de raízes, a superfície e o comprimento radicular, a concentração de alumínio nos tecidos vegetais e a peroxidação de lipídeos. Por esses parâmetros serão selecionados dois cultivares (tolerante e sensível), e serão avaliados os efeitos do Al na estrutura do sistema radicular (pelos radiculares) por meio da microscopia eletrônica de varredura e as enzimas antioxidantes (catalase, glutationa redutase, glutationa peroxidase e ascorbato peroxidase). Os dados serão submetidos às análises de variância e em função do nível de significância do teste F, será procedida à análise de regressão e o teste de comparação média, Tukey ao nível de 5% de significância, com auxilio do programa estatístico SAS.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FURLAN, FELIPE; BORGO, LUCELIA; SILVEIRA RABELO, FLAVIO HENRIQUE; ROSSI, MONICA LANZONI; MARTINELLI, ADRIANA PINHEIRO; AZEVEDO, RICARDO ANTUNES; LAVRES, JOSE. Aluminum-induced stress differently modifies Urochloa genotypes responses on growth and regrowth: root-to-shoot Al-translocation and oxidative stress. THEORETICAL AND EXPERIMENTAL PLANT PHYSIOLOGY, v. 30, n. 2, p. 141-152, JUN 2018. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FURLAN, Felipe. Tolerância diferencial ao alumínio em plantas do gênero Brachiaria: morfologia de raízes, sistema antioxidativo e alumínio trocável no apoplasto radicular. 2014. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.