Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de endotoxinas nas infecções primárias e monitoramento do processo inflamatório periapical antes e após medicação intracanal

Processo: 13/04354-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Frederico Canato Martinho
Beneficiário:Andre Wood Sanches Brandão
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Endotoxinas   Citocinas   Canal radicular

Resumo

Endotoxinas, liberadas por bactérias gram-negativas, apresentam um alto potencial inflamatório aos tecidos periapicais. Estudos prévios relatam que o preparo químico-mecânico não é capaz de eliminar endotoxinas. Com isso, a busca por medicação intracanal capaz de neutralizar endotoxinas reduzindo seu potencial inflamatório periapical, é alvo de pesquisas atuais. Os objetivos do presente estudo são: 1) Estudar o perfil inflamatório das lesões periapicais de dentes com infecções endodônticas primárias através dos níveis das citocinas pró-inflamatórias: IL-1² e TNF-±; correlacionando com a presença de sintomatologia clínica e destruíção óssea periapical; 2) Avaliar o efeito das medicações intracanais Ca(OH)2 e Ca(OH)2 + CHX-gel 2% sob os tecidos periapicais na redução do processo inflamatório, através dos níveis de IL-1² e TNF-±; 3) Investigar e monitorar níveis de endotoxinas presentes nos canais radiculares com infecção endodôntica primária antes e após preparo químico-mecânico e uso das medicações intracanais Ca(OH)2 e Ca(OH)2 + CHX-gel 2%. Serão selecionados 20 dentes com infecções endodôntica primária e presença de lesão periapical, os quais serão dividios em 2 grupos de acordo com a medicação intracanal: GI - Ca(OH)2 (n=10) e GII - Ca(OH)2 + CHX-gel 2% (n=10). As amostras para quantificação de endotoxinas serão coletadas em 3 tempos - antes (CE1) e após preparo químico-mecânico (CE2) e após 14 dias do uso das medicações intracanais (CE3). A quantificação de citocinas pró-inflamatórias periapicais serão realizadas 2 tempos - Antes (CI1) e após o uso das medicações intracanais (CI2). Todas as amostras serão coletadas utilizando cone de papel estéril/ apirogênico. As amostras para avaliação do conteúdo inflamatório serão armazenadas em solução tampão + Tween 20 + inibidor de proteases. Os níveis de citocinas pró-inflamatórias e endotoxinas serão dosados através do teste imunoenzimático (ELISA) e do teste de quantificação de endotoxinas (método de LAL, KQCL- test), respectivamente. Para análise estatística os dados serão tabulados e analisados pelo SPSS for Windows e package Statistica 9.0.