Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da diversidade funcional na estruturação de comunidades arbóreas tropicais: uma abordagem baseada em modelos

Processo: 13/08722-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Paulo Inácio de Knegt López de Prado
Beneficiário:Renato Augusto Ferreira de Lima
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/00682-0 - Relacionando a estrutura de comunidade arbóreas aos atributos e estrutura filogenética das espécies, BE.EP.PD
Assunto(s):Ecologia de comunidades

Resumo

A Teoria Neutra tem gerado enorme repercussão, pois ela questiona abertamente o papel de processos considerados como essenciais no paradigma clássico em ecologia. Uma das propostas mais ousadas desta nova teoria é que as espécies seriam funcionalmente similares, conhecida como Hipótese da Equivalência Funcional (FEH). Neste contexto, os atributos das espécies e suas relações com taxas vitais das espécies, não seriam capazes de explicar variações nas suas abundâncias, que ocorreriam de maneira aleatória no tempo. Assim, caso os atributos forem capazes de explicar variações nas abundâncias, há evidências de que a neutralidade não é uma explicação exclusiva para a estrutura e diversidade de comunidades. Assim, esta proposta pretende testar a FEH examinando os efeitos dos atributos e de suas interações com o ambiente sobre a abundância e distribuição espacial de espécies, usando uma base de dados sobre comunidades arbóreas do Sul e Sudeste do Brasil. Serão feitas as seguintes perguntas: A abundância das espécies nas comunidades é explicada por seus atributos? Há uma interação entre atributos e condições ambientais nessa explicação? A distribuição das espécies por localidades pode ser explicada por seus atributos? Grupos emergentes (sensu Lavorel et al. 1997) possuem padrões similares de distribuição nas localidades? Essas perguntas serão respondidas usando modelos lineares generalizados de regressão que possuem grande poder preditivo e flexibilidade, além de permitir a combinação de níveis de informações ecológicas, filogenéticas e espaciais. Além de gerar uma base de dados única para testar outras perguntas científicas, os resultados desta proposta auxiliarão na compreensão dos fatores determinantes da estrutura e diversidade de comunidades ecológicas.

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa:
Uma nova chance para a Mata Atlântica 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.