Busca avançada
Ano de início
Entree

Concepções de professores alfabetizadores sobre as dificuldades de aprendizagem

Processo: 13/08481-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Claudia Regina Mosca Giroto
Beneficiário:Mary Duarte Gualtieri
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Educação inclusiva   Educação especial   Ensino fundamental   Transtornos de aprendizagem   Formação de professores

Resumo

Numa abordagem constitutiva da linguagem, as dificuldades relativas aos aspectos notacionais são interpretadas como inerentes ao processo formal de apropriação da escrita e como indícios da elaboração de soluções para as dúvidas acerca desses aspectos. Portanto, não são consideradas como manifestações patológicas de distúrbios de aprendizagem. Tal abordagem pressupõe, numa época em que se preconiza uma escola acolhedora à diversidade de alunos e às singularidades de cada indivíduo, que o professor deve compreender a sua atuação com a escrita de modo mais cuidadoso, a fim de não patologizar tais aspectos e contribuir para a evasão escolar. Com base em tais idéias, o objetivo deste estudo se caracteriza pela investigação sobre o modo como 96 professores de 2º e 3º anos do Ciclo I, que lecionam em escolas municipais do Ensino Fundamental, compreendem as dificuldades de aprendizagem e as ações que adotam frente a alunos por eles considerados como sendo aqueles que apresentam tais dificuldades. Os dados serão coletados por meio de questionário, a ser respondido, individualmente, por cada participante. A análise desses dados será subsidiada pelas abordagens qualitativa, por meio da eleição de eixos temáticos, e quantitativa, nas situações em que se fizer pertinente.