Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da programação fetal por restrição proteica gestacional sobre as stem cells e a morfogênese da próstata do rato

Processo: 13/09649-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Luis Antonio Justulin Junior
Beneficiário:Jaqueline de Carvalho Rinaldi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/10965-6 - Análise dos receptores de estrógeno em stem cells prostáticas, BE.EP.PD
Assunto(s):Próstata   Células-tronco   Reprodução

Resumo

A programação fetal por restrição proteica durante a gestação (PFG) altera o crescimento e maturação da próstata do rato. Além disso, este tipo de programação também aumenta a incidência de lesões proliferativas na próstata adulta, principalmente lesões contendo células positivas para marcadores de stem cells. Estudos recentes destacam o papel das stem cells na morfogênese prostática bem como na iniciação e progressão do câncer de próstata. Assim, este projeto tem por objetivo avaliar os impactos da PFG sobre a expressão de genes envolvidos na morfogênese da próstata e na autorenovação/diferenciação das stem cells prostáticas. Para isso, ratos Sprague Dawley nascidos de ratas alimentadas com dieta padrão (NP=17% de proteína) ou dieta com restrição proteica (RP=6% de proteína) serão sacrificados e terão os lobos prostáticos ventrais (PV) coletados nos dias pós-natal 3, 5, 10, 21 e 35. Será efetuada a contagem dos brotamentos prostáticos (whole-mounts) e a análise da distribuição dos nichos de stem cells ao longo dos ductos protáticos através de imunofluorescência free-floating e microscopia confocal. A expressão de genes envolvidos na morfogênese prostática e na autorenovação/diferenciação das stem cells (Sca-1, ABCG2, Nanog, CD133, CD117, Nkx3.1, BMP4, BMP7, FGF10, Hoxa13, Wnt2, Wnt5a, IGF-1R e Notch 1) serão investigadas por qRT-PCR e western blotting. Além disso, a PVs de animais NP e RP com 10 dias pós-natal serão microdissecadas e cultivadas ex vivo por 11 dias sob diferentes tratamentos (testosterona, estradiol e IGF-1) para avaliação das stem cells e do padrão de ramificação ductal. Estes resultados ajudarão a elucidar alguns mecanismos de como a PFG afeta a morfogênese e a população de stem cells prostáticas.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RINALDI, J. C.; SANTOS, S. A. A.; COLOMBELLI, K. T.; BIRCH, L.; PRINS, G. S.; JUSTULIN, JR., L. A.; FELISBINO, S. L. Maternal protein malnutrition: effects on prostate development and adult disease. JOURNAL OF DEVELOPMENTAL ORIGINS OF HEALTH AND DISEASE, v. 9, n. 4, p. 361-372, AUG 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.