Busca avançada
Ano de início
Entree

Taxonomia tradicional e análise das sequências do 18S rDNA, ITS2 e rbcL de espécies de microalgas de água doce da família Selenastraceae

Processo: 13/17457-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de março de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Taxonomia Vegetal
Pesquisador responsável:Armando Augusto Henriques Vieira
Beneficiário:Thaís Garcia da Silva
Supervisor: Christina Bock
Instituição Sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Duisburg-Essen, Alemanha  
Vinculado à bolsa:12/19520-1 - Biodiversidade de Selenastraceae (microalgas clorococáceas de água doce): características morfológicas, e sequenciamento do 18S rDNA como base taxonômica tradicional para a obtenção do DNA-barcode, BP.DD
Assunto(s):Biologia molecular   Análise sequencial
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biologia molecular | Its2 | rbcL | Selenastraceae | taxonomia classica | 18s rDNA | Biologia molecular

Resumo

Este projeto propõe a utilização de métodos tradicionais de taxonomia e análise de sequências de 18S rDNA, ITS2 e rbcL de espécies de microalgas de água doce da família Selenastraceae. O principal objetivo é fornecer uma base para a identificação taxonômica destes organismos, cuja biodiversidade está espalhada no "complexo" Ankistrodesmaceae / Selenastraceae / Chlorellaceae / Oocystaceae, um grupo taxonomicamente problemático. Para a resolução ao nível de espécie, a obtenção de código de DNA barcode é uma ferramenta poderosa, mas não elimina as práticas de taxonomia tradicional: morfologia, quimiotaxonomia e outras informações seguras (Hajibabaei et al 2007). Os organismos devem ser preliminarmente inseridos em um sistema taxonômico confiável, mesmo que, em alguns grupos, pode não ser suficiente para diferenciar as espécies sem erros (como é o caso de microalgas com suas altas taxas de convergência morfológicas, alta incidência de polimorfismo e espécies crípticas). Nestes casos, o DNA barcode relacionado com os métodos tradicionais da taxonomia pode ser o fator definitivo na correta identificação da espécie. Uma base taxonômica relativamente sólida, com base em caracteres morfológicos, 18S rDNA, análise filogenética e perfis bioquímicos específicos é um excelente ponto de partida para a prestação de "vouchers" para a obtenção de DNA barcode, mas ainda assim faz-se necessário informações complementares. Em algas verdes cocóides, as características morfológicas, embora subjetivas, são extremamente úteis e necessárias como ponto de partida, e, em muitos casos, podem ser determinantes para a diferenciação ao nível de espécie (Fawley et al., 2005). No entanto, as diferenças morfológicas entre as espécies são muitas vezes detectáveis apenas através das culturas e, portanto, as espécies empregadas neste estudo serão cultivadas e amostradas em diferentes fases de crescimento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARCIA, T. S.; BOCK, CHRISTINA; BAGATINI, INESSA LACATIVA; ARCHANJO, NAIARA CAROLINA PEREIRA; SANT'ANNA, CELIA LEITE; VIEIRA, ARMANDO AUGUSTO HENRIQUES. Hidden diversity in Selenastraceae (Sphaeropleales, Chlorophyceae): Molecular phylogeny revealed a nannoplanktonic species, with the description of Viridiparva madeirensis gen. et sp. nov.. ALGAL RESEARCH-BIOMASS BIOFUELS AND BIOPRODUCTS, v. 68, p. 9-pg., . (11/50054-4, 13/17457-3, 12/19520-1, 19/03177-5, 13/18083-0, 16/07089-5)
BAGATINI, INESSA LACATIVA; MECCHERI, FABRICIO SEBASTIANI; PAULSEN, BERIT SMESTED; DA SILVA, THAIS GARCIA; BARSETT, HILDE; HENRIQUES VIEIRA, ARMANDO AUGUSTO. Diversity of monosaccharides and glycosidic linkages on extracellular polysaccharides of the microalga Ankistrodesmus (Chlorophyceae). PHYCOLOGIA, v. N/A, p. 12-pg., . (13/18083-0, 19/03177-5, 13/17457-3, 12/19520-1, 12/00221-4, 11/50054-4)
DA SILVA, THAIS GARCIA; BOCK, CHRISTINA; SANT'ANNA, CELIA LEITE; BAGATINI, INESSA LACATIVA; WODNIOK, SABINA; HENRIQUES VIEIRA, ARMANDO AUGUSTO. Selenastraceae (Sphaeropleales, Chlorophyceae): rbcL, 18S rDNA and ITS-2 secondary structure enlightens traditional taxonomy, with description of two new genera, Messastrum gen. nov. and Curvastrum gen. nov.. Fottea, v. 17, n. 1, p. 1-19, . (12/19520-1, 13/17457-3, 11/50054-4, 13/18083-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.