Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial genotóxico da poluição atmosférica em trabalhadores expostos às emissões veiculares da AV. Radial Leste, São Paulo

Processo: 13/16062-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Regiani Carvalho de Oliveira
Beneficiário:Douglas Rene Rocha Silva
Supervisor no Exterior: Maria Luisa Dias de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Lisboa, Portugal  
Vinculado à bolsa:12/06599-9 - Avaliação do potencial genotóxico da poluição atmosférica em trabalhadores expostos às emissões veiculares da AV. Radial Leste, São Paulo, BP.IC
Assunto(s):Saúde ambiental   Poluição atmosférica   Sistema respiratório   Qualidade do ar   Espectrometria de fluorescência

Resumo

Atualmente existem fortes evidências de que a exposição crônica à poluição do ar está associada ao aumento da mortalidade por doenças respiratórias, cardiovasculares, infecciosas e câncer de pulmão e aumento da morbidade com exacerbação em pacientes com doenças crônicas, como asma, DPOC, cardíacas, rinites e outros. Vários estudos têm mostrado que as pessoas que mais sofrem os efeitos da poluição do ar são justamente aquelas com menor renda, menor nível de escolaridade e que vivem nas regiões periféricas das cidades. Este cenário é encontrado em São Paulo, onde, devido ao alto custo de implantação e manutenção do monitoramento de qualidade do ar realizado por estações automáticas a distribuição das estações na Cidade é insuficiente para fazer frente ao crescimento da ocupação urbana. Por esta razão, as regiões periféricas são desprovidas de monitoramento da qualidade do ar, o que adquiri maior relevância uma vez que estas são geralmente as áreas mais densamente povoadas, carentes de infraestrutura adequada e onde trafega os veículos mais velhos os quais são os mais poluidores. Um exemplo da falta de monitoramento ambiental na cidade ocorre na região onde está localizada a Avenida Radial Leste. Esta avenida percorre 23 quilômetros em bairros com diferentes características socioeconômicas, com tráfego diário de aproximadamente 4200 veículos automotivos. Portanto, o monitoramento ambiental automático na região (realizado por duas estações de monitoramento da qualidade do ar em operação) não pode fornecer dados suficientes para caracterizar a qualidade do ar da região tornando difícil avaliar os efeitos da exposição aos poluentes do ar sobre a saúde da população. Assim, a utilização de métodos alternativos sensíveis o suficiente para identificar e quantificar diferenças na qualidade do ar em microescala pode contribuir para a compreensão do papel da poluição do ar na saúde da população local. Para a caracterização e identificação das fontes de emissão na região da Avenida Radial Leste, vamos utilizar a técnica de Fluorescência de Raios X por Dispersão de Energia (FRXDE) em amostras de folhas e cascas de árvores. A FRXDE tem um elevado potencial de aplicação em toxicologia e estudos ambientais, onde há necessidade de correlação entre os elementos essenciais e tóxicos. No entanto, como uma técnica analítica recente ainda não é amplamente usada para análise em matriz biológica (tecido vegetal e animal), sendo que a preparação das amostras e a metodologia de análise não estão totalmente estabelecidas. Por esta razão, propomos o estágio do aluno Douglas Rene Rocha Silva em parceria com um dos centros de pesquisa que já tem experiência no uso dessa metodologia, a fim de padronizar a técnica de FRXDE para análise em amostras de matriz biológica. (AU)