Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel da proteína ARHGAP21 na formação de plaquetas e angiogênese

Processo: 13/13022-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 19 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sara Teresinha Olalla Saad
Beneficiário:Vanessa Aline Bernusso
Instituição-sede: Centro de Hematologia e Hemoterapia (HEMOCENTRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Hematologia   Angiogênese

Resumo

O sistema vascular transmite e distribui células hematopoiéticas, nutrientes, gases e vários mediadores químicos da angiogênese, além de participar do desenvolvimento tumoral ao fornecer oxigênio e nutrientes às células cancerígenas e promover a formação de novos vasos estimulatórios para metástase. Plaquetas são produzidas por células hematopoiéticas na medula óssea e desempenham função na angiogênese ao armazenar, transportar e liberar através de vesículas, fatores que regulam o crescimento de vasos sanguíneos. Outra função importante das plaquetas é iniciar a reparação de tecidos lesionados por estímulos regulatórios de adesão plaquetas-plaquetas e plaquetas-endotélio. Na biogênese das plaquetas, microtúbulos, actina e a proteína Rho GTPase RhoA são componentes estruturais essenciais para a formação de proplaquetas. ARHGAP21 é uma proteína de adesão celular, reguladora de actina, tubulina e controla o tráfego vesicular nas membranas do complexo do Golgi. Estudos relataram que a sua inibição altera a expressão gênica de células endoteliais e atividade de RhoA; além de apresentar possível papel na progressão tumoral. Desta maneira, o objetivo deste estudo será analisar o papel da proteína ARHGAP21 nos processos de formação de plaquetas e angiogênese. Para isso serão utilizadas linhagens celulares e células primárias provenientes de animais nocautes para ARHGAP21 gerados em nosso laboratório.