Busca avançada
Ano de início
Entree

Interações entre solo-vegetação-atmosfera em uma paisagem tropical em transformação

Processo: 13/17335-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Convênio/Acordo: Microsoft Research
Pesquisador responsável:Rafael Silva Oliveira
Beneficiário:Rebecca Ann Fletcher
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Empresa:Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia (IB)
Vinculado ao auxílio:11/52072-0 - Interações entre solo-vegetação-atmosfera em uma paisagem tropical em transformação, AP.PITE
Assunto(s):Balanço hídrico   Mata Atlântica   Uso do solo

Resumo

Ecossistemas terrestres desempenham um importante papel no ambiente global pois controlam de forma significativa as trocas de energia, água e outros recursos entre a atmosfera, superfície terrestre e o solo. Informações detalhadas sobre o funcionamento de ecossistemas (processos ecológicos, dinâmicas sazonais, grau de vulnerabilidade a perturbações e respostas a variabilidade climática) em várias escalas temporais são urgentemente necessárias. Com a perspectiva de mudanças globais iminentes (mudanças climáticas, perda de habitat e biodiversidade e ruptura dos ciclos de carbono e água), essa proposta terá como foco principal o uso de tecnologias de ponta para a coleta de dados ambientais de alta resolução em florestas tropicais intactas e em pastagens com a finalidade de fomentar práticas de manejo que podem auxiliar na manutenção e proteção do funcionamento de ecossistemas sensíveis como as florestas alto-montanas. Nesta proposta pretendemos: 1) combinar novos conjuntos de sensores para adquirir informações sinergísticas sobre plantas e seu ambiente (com medidas simultâneas de crescimento das plantas, uso de água e condições atmosféricas) 2) desenvolver um sistema fechado de sensores que possa oferecer cobertura detalhada e confiável em tempo real de ambientes contrastantes. Nós monitoraremos florestas intactas, pastagens e zonas de transição (borda) usando um conjunto amplo de ferramentas de monitoramento. Ao analisar a dinâmica de água no solo, comportamento da planta toda e condições atmosféricas, nós poderemos conectar a ecologia vegetal com ciclos biogequímicos e o funcionamento de ecossistemas. A aplicação dessas novas ferramentas ao longo de gradientes climáticos e de uso da terra nos possibilitará testar hipóteses sobre os efeitos da fragmentação na dinâmica de água e carbono nos níveis de plantas e fragmentos de flores, dados fundamentais para prevermos os feedbacks entre a biosfera e a atmosfera em uma escala mais ampla. (AU)