Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do sobrepeso e obesidade sobre parâmetros imunológicos, bioquímicos e hormonais na relação materno-infantil

Processo: 13/11540-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 29 de agosto de 2013
Vigência (Término): 15 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Luiz Carlos de Abreu
Beneficiário:Luiz Carlos de Abreu
Anfitrião: Claudio Vinegoni
Instituição-sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Local de pesquisa: Harvard University, Boston, Estados Unidos  
Assunto(s):Saúde materno-infantil   Sobrepeso   Obesidade   Citocinas   Colostro   Imunofenotipagem
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:citocinas | colostro | imunofenotipagem | obesidade | Sangue | Sobrepeso | Saúde Materno-Infantil

Resumo

A redução na resposta imune associada ao sobrepeso e obesidade tem sido apontada como um fator relevante que contribui para o aumento de infecções nestes pacientes, podendo levar a processos inflamatórios crônicos. A inflamação é regulada local e sistemicamente por vários sinais bioquímicos. Um dos mais importantes mediadores desses sinais é uma classe de moléculas chamadas citocinas. Os linfócitos CD4+ produzem a maioria das citocinas responsáveis pelos processos imunológicos. Sobre as bases de produção de citocinas as células T foram classificadas inicialmente em duas populações: padrão de produção T "helper" 1 (Th1) e padrão de produção T "helper" 2 (Th2). No sobrepeso e na obesidade há controvérsias em relação ao equilíbrio entre citocinas de padrão de ativação celular de linfócitos Th1 e Th2. Enquanto alguns autores relatam um desvio para a produção de citocinas de perfil Th1, outros relatam aumento do perfil Th2. É possível que os padrões imunológicos associados a alterações no metabolismo decorrentes do sobrepeso e da obesidade possam influenciar, via sangue e colostro, o desenvolvimento do sistema imunológico do recém-nascido, e contribuir desta forma para maior susceptibilidade às infecções. Assim, o objetivo do presente trabalho será avaliar a imunofenotipagem de células e os perfis de respostas Th1, Th2, Th3 e Th17 no sangue materno e no colostro de mães com excesso de peso, e verificar os parâmetros bioquímicos, hormonais e imunológicos do sangue e do colostro humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)