Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de genes relacionados à parede celular de fungos dimórficos patogênicos sob condições de estresse: identificação de fatores de transcrição envolvidos na regulação

Processo: 13/13574-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Rosana Puccia
Beneficiário:Larissa Valle Guilhen Longo
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/22908-0 - Fatores de transcrição e a regulação de genes relacionados à parede celular de Histoplasma capsulatum durante estresse, BE.EP.PD
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Paracoccidioides brasiliensis   Parede celular   Micologia médica

Resumo

Paracoccidioides e Histoplasma capsulatum são fungos dimórfico-térmicos com grande importância médica. A parede celular, principal interface do fungo com o hospedeiro, é constituída principalmente por polissacarídeos estruturais, os quais podem sofrer remodelamento durante condições de estresse. Este projeto visa estudar, em situações variadas de estresse, a composição de polissacarídeos da parede celular e a regulação da expressão de fatores de transcrição como Adr1, Hsf e Rlm1 e de genes relacionados à síntese/remodelamento dos principais grupos de polissacarídeos da parede celular em P. brasiliensis (Pb3 e Pb18), P. lutzii e H. capsulatum. Pretende-se reconhecer um perfil de co-regulação de expressão de genes (por ex., quitina sintases, quitinases, alfa e beta glucana sintases, glucanases, beta manosidases, alfa galactosidases, glucosamina-frutose-6-fosfato-aminotransferase e rho2) e identificar fatores de transcrição envolvidos na regulação global de genes em cada situação de estresse. A importância de fatores e elementos de transcrição selecionados na biologia e virulência de cepas mutantes será verificada. A manipulação genética será realizada durante estágio no laboratório do Dr. Chad A. Rappleye, na Ohio State University. Nossos resultados irão auxiliar na seleção de alvos terapêuticos atuando em nível de transcrição gênica. (AU)