Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações na expressão do hormônio concentrador de melanina (MCH)na área hipotalâmica lateral do rato ao longo do desenvolvimento pós-natal e envelhecimento

Processo: 13/08618-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:José de Anchieta de Castro e Horta Júnior
Beneficiário:Carla de Moraes Machado
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Hormônio concentrador de melanina   Hibridização in situ   Imuno-histoquímica

Resumo

O hormônio concentrador de melanina (MCH) do rato é um nonadecapeptídeo presente em neurônios localizados principalmente na área hipotalâmica lateral (LHA) que se projetam para diversas regiões do neuro-eixo. O MCH está envolvido em diversas funções, tais como: reprodução, certos aspectos do comportamento motivado, atividade locomotora, percepção sensorial, controle de temperatura, memória, aprendizagem, ansiedade, ciclo sono-vigília e comportamento alimentar. Neste, o MCH atua como neuropeptídeo orexígeno. Durante o envelhecimento, ocorre a diminuição no consumo de energia, assim como a expressão do MCH apresenta alterações associadas à idade. Dessa forma, pretendemos analisar, em diferentes faixas etárias, as variações da expressão do MCH na área hipotalâmica lateral do rato. Neste estudo, serão utilizados trinta e cinco animais divididos em 7 grupos experimentais de diferentes idades: 14, 28, 50, 90, 180, 540 e 750 dias. Os animais serão submetidos à perfusão transcardíaca, seus encéfalos coletados e processados para análise da expressão do MCH na área hipotalâmica lateral, segundo protocolos de imuno-histoquímica e hibridização in situ,. A contagem dos neurônios imunorreativos ao MCH e o estudo de sua distribuição na área hipotalâmica lateral serão realizados por meio de técnicas de estereologia e reconstrução tridimensional. Além disso, será realizada a análise comparativa da quantidade de RNA mensageiro para o MCH em diferentes idades, por meio da avaliação da densidade óptica integrada dos somas marcados após o protocolo de hibridização in situ. Assim, esperamos aumentar o conhecimento atual sobre a expressão do MCH e seu padrão de distribuição na área hipotalâmica lateral, em função de diferentes faixas etárias, contribuindo para a discussão de seu papel em processos fisiológicos e patológicos associados ao envelhecimento.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, HELDER C.; DA-SILVA, JOELCIMAR M.; DINIZ, GIOVANNE B.; MOTTA-TEIXEIRA, LIVIA C.; DA-SILVA, RENATA J.; BATTAGELLO, DANIELLA S.; SITA, V, LUCIANE; MACHADO, CARLA DE-MORAES; HORTA-JUNIOR, JOSE A. C.; BITTENCOURT, JACKSON C. Characterisation and origins of melanin-concentrating hormone immunoreactive fibres of the posterior lobe of the pituitary and median eminence during lactation in the Long-Evans rat. Journal of Neuroendocrinology, v. 31, n. 9, SI SEP 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.