Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de intervenção na interação entre país e bebês irmãos de crianças com Transtornos do Espectro do Autismo

Processo: 13/03676-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Rogerio Lerner
Beneficiário:Julia Garcia Durand
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transtorno autístico   Psicanálise   Ensaio clínico   Desenvolvimento infantil   Irmãos

Resumo

Irmãos de crianças com diagnóstico de Transtorno do espectro do autismo (TEA) têm sido considerados grupo com risco a problemas do desenvolvimento devido à alta taxa dos mesmos em parentes de primeiro grau. Pais de crianças com TEA, por sua vez, apresentam maior prevalência de sintomas depressivos, ansiosos e de estresse do que pais de crianças sem este diagnóstico. Esta pesquisa tem por objetivo avaliar um modelo de intervenção que busca promover melhores condições de desenvolvimento e interação entre pais e irmãos bebês de crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Trata-se de estudo com delineamento de ensaio clínico, no qual um grupo de aproximadamente 30 pais de crianças com diagnóstico de TEA que possuem um bebê até 15 meses de vida participarão de uma intervenção, baseada em teorias e técnicas psicanalíticas, ao longo de 12 meses. Para comparação dos resultados, serão compostos dois grupos controles: 1) com pais de crianças com TEA que possuem bebê de 15 a 30 meses e 2) com pais que possuem uma criança sem TEA e um bebê até 15 meses. Os pais do grupo de intervenção serão avaliados antes e após a intervenção, quanto à presença de sintomas depressivos, ansiosos e de estresse e quanto à disponibilidade emocional. Os bebês serão avaliados quanto ao retraimento, presença de TEA e risco psíquico. A intervenção será feita pela pesquisadora nos serviços onde a criança com TEA é atendida, podendo proporcionar a formação de competências e alianças estratégicas junto aos mesmos, incentivando a difusão do conhecimento por meio da implementação de projeto de pesquisa aplicada. Esta pesquisa se insere no âmbito do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Neurodesenvolvimento e Saúde Mental da USP. (AU)