Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da ciclagem termomecânica na resistência de união de dentes de estoque à resina acrílica para bases de próteses

Processo: 13/13529-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Fernanda de Carvalho Panzeri Pires de Souza
Beneficiário:Etiene Faria Aguiar
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Resinas acrílicas   Resistência de união (odontologia)

Resumo

É alto o índice de pessoas portadores de próteses no Brasil e no Mundo. Trata-se de um tipo de tratamento popular, com alta abrangência. Entretanto, os materiais utilizados para esse fim tem limitações, principalmente quanto às falhas de deslocamento de dentes de estoque das bases das resinas acrílicas. Sendo assim, este estudo tem por objetivo avaliar a resistência de união de dentes de estoque (NatusDent, DentBras) a dois tipos de resina acrílica para base (VipiWave e Vipi Flash, Vipi) quando submetidos à ciclagem termomecânica. Quarenta molares inferiores (n=10) serão incluídos pela porção cervical, em dois tipos de resinas acrílicas (termopolimerizável e de micro ondas). Para isso, será utilizada matriz metálica que será incluída em gesso pedra em mufla com os dentes unidos a ela por cera. Após a presa do gesso e a remoção da cera, a matriz será removida da mufla e os dentes receberão retenção mecânica e serão umedecidos com monômero acrílico, após o que será incluída a resina acrílica segundo o grupo do estudo. A polimerização das resinas seguirá as recomendações do fabricante. Em seguida, as amostras serão separadas em dois grupos, segundo o tratamento a que será submetido (com ou sem ciclagem mecânica). Os dentes serão submetidos a 1.200.000 ciclos (ER 37000 - Erios), com carga de 98N e frequência de 2Hz/segundo, simulando 5 anos de mastigação. Em seguida todas as amostras serão submetidas a teste de resistência de união por tração em máquina universal de ensaios (Emic, Modelo 1L-2000, 500N, 1mm/min). Após a obtenção dos resultados de resistência de união, estes serão analisados estatisticamente utilizando o melhor teste segunda a normalidade verificada. Além disso, serão analisados os padrões de fratura em lupa de 10x.