Busca avançada
Ano de início
Entree

Ar versus solução salina na técnica da perda de resistência para a identificação do espaço epidural: revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados

Processo: 13/12269-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Regina Paolucci El Dib
Beneficiário:João Vitor Pereira Doles
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Anestesiologia   Ensaio clínico   Ar   Espaço epidural   Revisão sistemática

Resumo

O sucesso da anestesia epidural depende da correta identificação do espaço epidural. Durante várias décadas a escolha entre o uso de ar ou solução salina para identificar o espaço epidural tem sido conduzida pela experiência pessoal do anestesista. O bloqueio epidural continua sendo uma das principais técnicas de anestesia regional. É utilizado para anestesia cirúrgica, analgesia obstétrica, analgesia pós-operatória, tratamento da dor crônica e, para complementar a anestesia geral. Estudos mostram algumas vantagens de ambas às técnicas (solução salina ou ar) e cada autor tem demonstrado a sua própria preferência sobre a técnica de perda de resistência. No entanto, a técnica ideal para a identificação do espaço epidural permanece obscura. O projeto de pesquisa será conduzido no Departamento de Anestesiologia e na Unidade de Revisões Sistemáticas da Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP - Botucatu-SP. Será realizada uma revisão sistemática, de acordo com a metodologia da Colaboração Cochrane, com intuito de mapear todos os ensaios clínicos randomizados identificados nas principais bases de dados para avaliar a eficácia do ar na técnica da perda de resistência para a identificação do espaço epidural. As seguintes bases de dados serão pesquisadas: Pubmed, CENTRAL (the Cochrane Library), Embase e Lilacs. A análise e coleta de dados será realizada por dois revisores, independentemente, que selecionarão os estudos em potencial. O protocolo (ou seja, planejamento), em anexo, desta revisão sistemática já se se encontra publicado no grupo Cochrane de Anestesia (the Cochrane Anaesthesia Group) da revista the Cochrane Database of Systematic Review, com fator de impacto de 5.9.