Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do resveratrol associado ao tratamento periodontal não cirúrgico de pacientes com periodontite agressiva generalizada. Avaliação clínica, microbiológica e imunoenzimática.

Processo: 13/11973-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Márcio Zaffalon Casati
Beneficiário:Mônica Grazieli Corrêa
Instituição-sede: Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Paulista (UNIP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Resveratrol   Terapia periodontal

Resumo

O objetivo do presente estudo clínico, randomizado, placebo-controlado, duplo cego e paralelo será avaliar o efeito da administração de resveratrol sistêmico adjunto ao tratamento periodontal não cirúrgico de pacientes com periodontite agressiva, por meio de avaliações clínicas e imunoenzimáticas. Para tanto, serão selecionados 32 indivíduos com periodontite agressiva generalizada, que serão aleatoriamente alocados em dois grupos: controle- debridamento ultrassônico de boca toda em sessão única, associado à administração sistêmica de placebo, por 180 dias; teste- debridamento ultrassônico de boca toda em sessão única, associado à administração sistêmica de 500 mg de resveratrol, por 180 dias. Antes do início dos tratamentos e após 3 e 6 meses, serão realizadas coletas do serão realizadas coletas do fluido gengival para avaliação dos níveis IL-1², IL-4, IL-6, IL-10, IL-17, IL-23, TNF-±, e INF-³ pela técnica do Luminex/MAGpix. Nestes mesmos períodos será coletado biofilme subgengival para a detecção e quantificação, pela técnica de PCR-real time, dos patógenos periodontais A. actinomycetencomitans, P. gingivalis, C. gingivalis, E. corrodens, T. forsythia, P. micros e P. intermédia. Serão coletadas ainda, nos mesmos períodos de tempo, amostras sanguíneas para análise dos níveis séricos de proteína C reativa ultra-sensível (PCR-US) que serão encaminhadas ao mesmo laboratório de análises clínicas. Posteriormente, os dados serão submetidos ao teste de normalidade (Teste de Kolmogorov-Smirnov) para escolha dos métodos estatísticos paramétricos ou não-paramétricos indicados. Para todas as avaliações será adotado um nível de significância de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)