Busca avançada
Ano de início
Entree

Desvendando o padrão de abundâncias químicas em galáxias por ajuste espectral Bayesiano

Processo: 13/11837-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Paula Rodrigues Teixeira Coelho
Beneficiário:Jacopo Chevallard
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Populações estelares

Resumo

A composição química das estrelas em uma galáxia contém informações valiosas sobre sua história de formação estelar e enriquecimento químico. O padrão de abundâncias depende de uma variedade de fatores, como o infall do gás primordial, a produção e ejeção de metais e a potencial ejeção do gás enriquecido da galáxia, por explosões de supernovas e atividade nuclear. Esses processos dependem do ambiente local da galáxia, e em larga escala, no modo como bárions se aglomeraram em um universo hierárquico. Desse modo, a composição química de populações estelares fornece informações importantes para estudar cenários de evolução de galáxias.O modo mais direto de obter as abundâncias químicas de estrelas em galáxias é através do estudo de linhas de metais em espectros observados. Estamos desenvolvendo um novo método para interpretar essas assinaturas eficientemente, combinando uma análise Bayesiana do ajuste espectral de galáxias com a classificação e interpretação dos resíduos do ajuste espectral. Para tal, usamos a versão mais recente do código de síntese evolutiva de Bruzual & Charlot (2003) com modelos de Coelho et al. (2007, 2011) para abundâncias diferentes do padrão solar. Os dois principais parâmetros do ajuste são a metalicidade total (Z) e a razão entre as abundâncias de elementos alpha e ferro ([alpha/Fe]).Usaremos esta metodologia para estudar o espectro integrado de uma amostra de aglomerados da Galáxias e das Nuvens de Magalhães, e uma amostra de galáxias de diversos tipos espectrais. Uma análise baseada em PCA dos resíduos dos ajustes espectrais nos permitirá separar esses espectros em `classes de resíduos', relacionando-os a diferentes variações do padrão de abundâncias químicas. Este projeto servirá de base para o desenvolvimento de novos modelos teóricos de populações com múltiplos parâmetros químicos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CHEVALLARD, JACOPO; CHARLOT, STEPHANE. Modelling and interpreting spectral energy distributions of galaxies with BEAGLE. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 462, n. 2, p. 1415-1443, OCT 21 2016. Citações Web of Science: 57.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.