Busca avançada
Ano de início
Entree

Dor neonatal e impacto no desenvolvimento de neonatos pré-termo

Processo: 13/16728-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 21 de outubro de 2013
Vigência (Término): 20 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Martins Linhares
Beneficiário:Beatriz Oliveira Valeri Pereira da Silva
Supervisor no Exterior: Ruth Grunau
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of British Columbia (UBC), Canadá  
Vinculado à bolsa:11/50788-8 - Reatividade a dor em neonatos pré-termo sob intervenção de sacarose, em grupos diferenciados pelo risco clínico neonatal, BP.DR
Assunto(s):Dor   Sacarose   Desenvolvimento humano

Resumo

Os recém-nascidos internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) estão expostos à muitos procedimentos dolorosos e estressantes. Experiências repetidas de dor no início do desenvolvimento podem ter efeitos a longo prazo sobre os recém-nascidos vulneráveis. Os objetivos do presente estudo são: a) examinar se há algum efeito preditivo entre o estresse-dor medidos na fase neonatal na autoavaliação da sensação de dor em crianças em idade escolar nascidas prematuramente; b) examinar a associação dos escores de dor avaliados pelos pais com os escores de dor avaliados pelas crianças em idade escolar nascidas prematuramente; e c) verificar a associação do estresse, da depressão e da ansiedade parentais com avaliações dos pais acerca da dor de seus filhos em idade escolar que nasceram prematuramente. A amostra será composta por 52 crianças nascidas pré-termo aos 7 anos de idade, que foram internados na UTIN na fase neonatal. Estresse-dor neonatal é definido como o número de procedimentos invasivos experimentados na internação em UTIN, ajustadas para as variáveis clínicas neonatais de confundimento. A autoavaliação de dor das crianças aos 7 anos de idade será medida por meio da Escala Analógica de Cor e Escala Afeição Facial. As avaliações dos pais de dor serão será medida através da escala visual analógica. O estresse parental será examinado por meio do instrumento Parenting Estresse Index III. A ansiedade e depressão parentais serão medidas de acordo com o State-Trait Anxiety Inventory-State e o Beck Depression Inventory II, respectivamente. A análise estatística será feita utilizando análises multivariadas realizadas pelo modelo linear generalizado e análises de regressão hierárquica. (AU)