Busca avançada
Ano de início
Entree

Neuromodulação e regulação cerebral do exercício físico

Processo: 13/10187-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 23 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Li Li Min
Beneficiário:Alexandre Hideki Okano
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/10134-7 - Estimulação cerebral não invasiva, exercício físico e sistema de recompensa, BE.EP.PD
Assunto(s):Cérebro   Estimulação transcraniana por corrente contínua   Exercício físico   Neurologia   Neuromodulação   Neuroimagem

Resumo

O cérebro tem papel importante na modulação da percepção de esforço e da fadiga durante o exercício físico, no entanto, pouco se sabe sobre as áreas cerebrais associadas à essas respostas. De acordo com o modelo de fadiga (governador central), em exercícios físicos intensos, existe um mecanismo de proteção dos órgãos vitais que modula a atividade neuromuscular de forma subconsciente, e que conscientemente, o processo envolvido reflete numa percepção de esforço aumentada até que o sujeito entre em fadiga encerrando o exercício. Suspeita-se que o controle desta variável psicofísica no cérebro abrange as regiões subcorticais responsáveis pelo processamento de sensações e sentimentos. O monitoramento de regiões subcorticais é possível por meio da técnica de imagem de ressonância magnética funcional (fMRI). Recentemente, a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) tem se constituído numa técnica segura e eficaz de neuromodulação não invasiva sendo utilizada para o tratamento de patologias de distúrbios neurais como a depressão e a dor crônica. Evidências apontam para um novo campo de aplicação da ETCC relacionado com o desempenho físico e fadiga e os resultados obtidos pelo nosso grupo indicam aumento de desempenho físico e diminuição de percepção de esforço após a estimulação cerebral. No entanto, as regiões cerebrais moduladas pela ETCC que acarretaram na melhoria do desempenho físico e diminuição da percepção de esforço não foram mensuradas. Com base nesses relatos, o objetivo do presente estudo será analisar o efeito da ETCC sobre as respostas cerebrais (fMRI), a percepção de esforço e o desempenho aeróbio. Para testar essas hipóteses, cerca de 20 sujeitos, do sexo masculino, serão submetidos a: (a) teste incremental no cicloergômetro para obtenção da carga máxima (Wmax); (b) dois testes retangulares exaustivos na intensidade correspondente à 70%Wmax (1.ETCC anódica - 20 minutos de estimulação de corrente anódica na região do córtex temporal esquerdo previamente ao teste; 2.ETCC sham (placebo) - os sujeitos realizarão os mesmos procedimentos da ETCC anódica, porém, não receberão estímulos elétricos). Em todos os testes serão captadas fMRI (3T Siemens Magnetom Allegra MRI scanner), a percepção de esforço, a frequência cardíaca e o tempo de exaustão. ANOVA two-way com medidas repetidas será utilizado para comparar as respostas cerebrais, a percepção de esforço, a frequência cardíaca e o tempo de exaustão, obtidas nas duas condições experimentais (anódica ou sham). O nível de significância adotado será P < 0,05. A utilização de novas tecnologias como a ETCC no sentido de modular a função neural e o monitoramento cerebral durante a realização de exercício dinâmico com fMRI permitirá um melhor entendimento dos mecanismos de fadiga e exaustão frente ao exercício físico intenso.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACHADO, DANIEL G. DA S.; UNAL, GOZDE; ANDRADE, SUELLEN M.; MOREIRA, ALEXANDRE; ALTIMARI, LEANDRO R.; BRUNONI, ANDRE R.; PERREY, STEPHANE; MAUGER, ALEXIS R.; BIKSON, MAROM; OKANO, ALEXANDRE H. Effect of transcranial direct current stimulation on exercise performance: A systematic review and meta-analysis. BRAIN STIMULATION, v. 12, n. 3, p. 593-605, MAY-JUN 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.