Busca avançada
Ano de início
Entree

Tratamento de esgotos por filtros anaeróbios operados com variados tempos de detenção hidráulica seguidos de filtros de areia

Processo: 13/14853-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Básico
Pesquisador responsável:Adriano Luiz Tonetti
Beneficiário:Daniel Augusto Camargo Bueno
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Reatores anaeróbios   Tratamento   Esgotos sanitários   Saneamento rural   Filtros de areia

Resumo

A inexistência de metodologias simplificadas para tratamento dos esgotos sanitários, que sejam adequadas e adaptáveis aos múltiplos universos e condições únicas de comunidades urbanas e rurais, tem resultado no agravamento de problemáticas de importância nacional, já que em muitos casos, os efluentes sanitários são despejados em corpos hídricos sem tratamento prévio, acarretando entraves tanto no setor de saúde ambiental, bem como de saúde pública. Diante deste quadro, este projeto visa dar continuidade às pesquisas realizadas em um sistema protótipo de tratamento de esgotos constituído pela combinação linear de filtros anaeróbios de fluxo ascendente, com preenchimento em cascas de coco verde (Cocos nucifera), como material suporte, seguidos por filtros de areia. Serão empregados diferentes Tempos de Detenção Hidráulica (TDH) nos reatores anaeróbios, de 4, 8, 12 e 24 horas, para suas respectivas Taxas de Aplicação Superficial (TAS) nos filtros de areia, de 1200, 600, 400, 200 L.m-2.dia-1, objetivando avaliar o potencial de remoção de matéria orgânica e enquadramento aos padrões legais do sistema, mesmo quando operando sob condições críticas (reduzidos TDHs e elevados TASs). Ressalta-se que, o sistema protótipo, que funciona em escala piloto e vem recebendo apoio contínuo do PROSAB e FAPESP (Processos 01/12765-4, 02/05253-0, 01/00807-4, 07/03499-5 e 04/14902-7), já se encontra implantado no LABPRO (Laboratório de Protótipos Aplicados ao Tratamento de Águas e Efluentes) da FEC-UNICAMP (Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo), necessitando de apenas ajustes pontuais para o início das coletas amostrais. A execução das analises será baseada no Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater (APHA et al., 2012) e terão sua interpretação estatística efetuada por meio do teste de Turkey aos níveis de 1% e 5% (pd0,01 e 0,05).

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.