Busca avançada
Ano de início
Entree

RNAs não-codificadores na síndrome mielodisplásica (SMD)

Processo: 13/17227-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Sara Teresinha Olalla Saad
Beneficiário:Ada Congrains Castillo
Instituição-sede: Centro de Hematologia e Hemoterapia (HEMOCENTRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/51959-0 - Biologia das doenças neoplásicas da medula óssea, AP.TEM
Assunto(s):Leucemia   Hematologia

Resumo

MDS-RARS , sigla em inglês, é um subtipo de síndrome mielodisplásica (SMD) que é caracterizada por hematopoese ineficaz e consequente anemia crônica.. O risco de MDS-RARS evoluir para leucemia mielóide aguda é considerado baixo; porém, a anemia severa e a dependência de transfusões impactam a qualidade de vida destes pacientes consideravelmente. A base molecular desta doença é ainda obscura e os tratamentos são meramente paliativos. Recentemente, Baratti e colegas sugeriram o envolvimento de RNAs longos não codificadores na patogênese de MDS-RARS. O presente estudo poderia contribuir para o desenvolvimento de terapias potenciais para MDS-RARS; para uma maior compreensão das decisões celulares que levam à síndrome mielodisplásica e a evolução para LMA; e poderia também fazer o cross-road entre dois dos atuais mecanismos de regulação epigenética: RNAs não codificadores e modificações de histonas.É sabido que as modificações químicas das histonas regulam a expressão genética e desempenham papeis cruciais na carcinogênese. As proteínas envolvidas nestas modificações das histonas são recrutadas para regiões específicas do genoma para exercer mudanças que irão controlar e manter a identidade e função celular. Por muito tempo não se sabia se estas proteínas selecionariam alvos específicos, mas estudos recentes sugerem que os RNAs não codificadores se ligam e "guiam" estas proteínas aos loci alvos . Neste estudo, iremos explorar os RNAs não codificadores na patogénese de MDS-RARS e avaliar se estes lncRNAs estão envolvidos em modificações da cromatina que contribuiriam para a progressão de MDS-RARS. Finalmente , iremos tentar reverter o fenótipo negativo associado a MDS-RARS através da hiper-expressão artificial ou "knocking-down" dos lncRNAs relevantes nas células de pacientes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CONGRAINS-CASTILLO, ADA; NIEMANN, FERNANDA S.; DUARTE, ADRIANA S. SANTOS; OLALLA-SAAD, SARA T. LEF1-AS1, long non-coding RNA, inhibits proliferation in myeloid malignancy. JOURNAL OF CELLULAR AND MOLECULAR MEDICINE, v. 23, n. 4, p. 3021-3025, APR 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.