Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação de zinco e manganês orgânicos sobre a pododermatite, qualidade da carcaça e carne de frangos de corte

Processo: 13/18929-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Ariel Antonio Mendes
Beneficiário:Cristiane Sanfelice
Supervisor no Exterior: S. F. Bilgili
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa: Auburn University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/22092-9 - Influência de minerais orgânicos e vitamina E na caracterização histopatológica de pododermatite, na resitência da pele e na qualidade de carne e de carcaça de frangos de corte, BP.DR

Resumo

Será realizado um experimento para avaliar a influência da suplementação dos minerais orgânicos zinco e manganês na dieta, sobre a incidência e severidade da pododermatite de contato, incidência de lesões na carcaça (hematomas, arranhões, celulite, dermatite e dermatose), incidência e severidade da síndrome do osso negro, miopatia peitoral, rendimento de carcaça, qualidade de carne (valor L*, perda de exsudato e perda de peso por cozimento) e qualidade da cama (teor de umidade, densidade e taxa de volatilização da amônia) em frangos de corte. Um total de 1200 pintos de um dia, machos, da linhagem Ross 708, serão alojados com densidade populacional de 12 aves/m², criados por 49 dias, distribuídos de acordo um delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro tratamentos: A- controle inorgânico (40 ppm de Zn inorgânico), B- Zn orgânico (40ppm), C- Controle mais adição de 40 ppm de Zn orgânico, D- Zn orgânico mais 40 ppm Mn orgânico, e 15 repetições de 20 aves cada. Aos 28 dias de idade, cinco aves de cada box (300 no total) serão abatidos no abatedouro Experimental da Universidade de Auburn para avaliar lesões da pele, rendimento de carcaça e partes, incidência e severidade da síndrome do osso negro. Aos 41 dias de idade, todas as aves do aviário serão submetidas a avaliação macroscópica das patas para classificação dos escores de lesão. Aos 49 dias de idade, mais cinco aves por box (75 por tratamento) serão abatidas. As carcaças previamente pesadas e resfriadas, serão coletadas após duas horas de imersão no chiller e avaliadas quanto as lesões da pele. As amostras do peito (desossadas depois de 24 horas) serão avaliados quanto a luminosidade, perda de exsudato e perda de peso por cozimento, incidência e severidade de várias miopatias (por exemplo, miopatia peitoral profunda, necrose e estrias brancas). Amostras de cama serão coletadas de todos os boxes ao final do experimento e avaliadas quanto ao pH, densidade, teor de umidade e volatilização da amônia. (AU)