Busca avançada
Ano de início
Entree

Ratio Venustatis: razões da beleza nos livros i e III do tratado de Architectura de Vitrúvio

Processo: 13/12007-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Mário Henrique Simão D'Agostino
Beneficiário:Clovis Antonio Benedini Lima
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Retórica

Resumo

As seis noções fundamentais da arquitetura - ordinatio, dispositio, eurythmia, symmetria, decor e distributio - apresentadas no Livro I do De Architectura, tal como apontam os mais recentes estudos, guardam conexões entre si a operar na urdidura da obra. Sua consideração se converte, pois, em expediente imprescindível ao exame do Livro III, ápice da prescritiva edificatória, e que estabelece a symmetria como elemento central. Ademais, conforme instruído, a composição excelente requer as relações proporcionais encontradas entre os membros de um homem bem configurado pela natureza. Suas razões métricas são descritas em similitude àquelas de cânones escultóricos de Policleto e Lisipo, e a imagem verbal legada insere o homem no círculo e no quadrado, remetendo a doutrinas matemáticas de matiz pitagórico e platônico. Todavia, o Tratado deixa reservas de apreço e não descura do aspecto da obra edificada e sua recepção pelo espectador, de modo que certos dispositivos técnicos de correção ótica prescritos (adiectiones e detractiones) acabam por modificar a ordem matemática prévia. Ora, sabe-se que a retórica, voltada à persuasão, tem seus preceitos elaborados em consideração ao público destinatário de um enunciado, o auditório. Dadas as convergências com o De Architectura - notadamente quanto às noções fundamentais -, as doutrinas da ars dicendi, na qualidade de modelos análogos, largamente difundidos no período em questão e de substancial penetração junto às doutrinas de artes, serão mobilizados no exame do papel dos ajustes eurrítmicos, suas relações com a noção de symmetria, e o lugar da Ratio Venustatis na tríade Firmitas, Utilitas, Venustas.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIMA, Clovis Antonio Benedini. Ratio Venustatis: razões da beleza nos livros I e III do De Architectvra de Vitrúvio. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.