Busca avançada
Ano de início
Entree

Sentidos do trabalho e formas de participação: o caso da Cooperares - cooperativa de produtores rurais de agrobiodiversidade Ares do campo, assentamento Mário Lago, Ribeirão Preto-SP

Processo: 13/13229-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Rosemeire Aparecida Scopinho
Beneficiário:Thainara Granero de Melo
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Psicologia organizacional   Assentamento rural   Sentidos

Resumo

A atividade laboral ocupa lugar imperativo nas relações sociais contemporâneas, exigindo do trabalhador polivalência e submissão às pressões do mercado, sem perspectivas para a solidariedade e coletividade. Em oposição a este modelo gerencialista de trabalho, uma das propostas dos empreendimentos autogestionários tem sido resgatar o trabalho enquanto suporte identitário. Além de exigir práticas distintas do modelo gerencialista, a autogestão também requer novos processos de subjetivação para a potencialização da ação coletiva do trabalhador. No entanto, estudos realizados em cooperativas autogestionárias de assentamentos rurais problematizam a dificuldade da transposição do discurso ideológico da autogestão para o cotidiano, levando muitos sujeitos a não aderirem a um projeto autogestionário. Portanto, o objetivo geral desta pesquisa será investigar os sentidos atribuídos por trabalhadores inseridos em cooperativa autogestionária, a fim de compreender os motivos pelos quais estes sujeitos encontram dificuldades de participação real neste modelo. O campo empírico eleito é uma cooperativa de pequenos produtores rurais num assentamento da reforma agrária do Estado de São Paulo. Sendo uma pesquisa qualitativa, serão realizados levantamentos bibliográficos e documentais, observações em campo, entrevistas semidirigidas e seminários temáticos. Para análise dos dados, propõe-se a triangulação das informações oriundas de documentos e literatura existente, com as observações realizadas e os discursos dos sujeitos entrevistados. Intenciona-se a amplificação dos resultados desta pesquisa em âmbito acadêmico, bem como a produção de um conhecimento que possa contribuir para reflexões quanto a novas formas de significação do trabalho no mundo contemporâneo. (AU)