Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da dinâmica quantitativa de transcrição de gene heterólogo em células animais transfectadas para otimização de bioprocesso

Processo: 13/18792-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Carlos Augusto Pereira
Beneficiário:Alexandre Gonçalves de Rezende
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/08331-0 - Estudo da dinâmica quantitativa de transcrição de gene heterólogo em células animais transfectadas para otimização de bioprocesso, AP.R
Assunto(s):Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)

Resumo

A RT-PCR quantitativa (qRT-PCR) é uma importante ferramenta de quantificação gênica e poucos trabalhos têm enfocado seu uso para estudo, monitoramento e controle da dinâmica quantitativa de transcrição gênica heteróloga em sistemas eucarioticos usados para produção de proteínas recombinantes. A maioria dos trabalhos nesta área utilizam a qRT-PCR simplesmente como método de detecção indireta da expressão gênica. Pretendemos aqui, ao contrário, utilizar a qRT-PCR como ferramenta de estudo de dinâmica de transcrição gênica para desenvolvimento molecular de bioprocesso objetivando melhor produtividade. Este trabalho visa portanto usar a qRT-PCR para estudo molecular da dinâmica cinética da expressão do RNA mensageiro (mRNA) que codifica a glicoproteína do vírus rábico (RVGP), em sistema de expressão em células de Drosophila melanogaster S2 estavelmente transformadas e em sistema de expressão em células BHK-21, infectadas com Semliki Forest Vírus (SFV) recombinante carregando o gene RVGP. O objetivo geral do projeto é usar qRT-PCR em conjunto com ELISA e citometria de fluxo para: 1. estudar de forma cinética a dinâmica de síntese do mRNA em diversas condições de bioprocesso com células transfectadas ou infectadas buscando otimização da síntese da proteína recombinante em diferentes condições metabólicas, e desenvolvendo parâmetros para um bioprocesso com maior e melhor produção; 2. padronização de metodologia original de titulação de partículas virais recombinantes não infecciosas (rSFV) que são importantes candidatas a vacinas virais.