Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de microscopia confocal e reconstrução 3D em investigações de anatomia em Pectinidae (Bivalvia): novas perspectivas para a compreensão do desenvolvimento da margem palial

Processo: 13/17685-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 15 de outubro de 2013
Vigência (Término): 14 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Sônia Godoy Bueno Carvalho Lopes
Beneficiário:Jorge Alves Audino
Supervisor no Exterior: Andreas Wanninger
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Vienna, Áustria  
Vinculado à bolsa:12/11708-1 - Anatomia e morfogênese da borda do manto da Vieira Nodipecten nodosus (l. 1758)(Bivalvia: Pectinidae), BP.MS
Assunto(s):Desenvolvimento animal   Ontogenia   Microscopia   Pectinidae

Resumo

A plasticidade do plano corporal dos moluscos é extraordinária, o que faz com que esses animais sejam excelentes modelos para estudos que visam compreender os mecanismos associados à morfogênese de sistemas e diversificação de planos corporais. Recentemente, técnicas integradas de microscopia vêm sendo cada vez mais empregadas nas investigações sobre desenvolvimento. Em particular, ferramentas especializadas de microanatomia, como Microscopia Confocal de Varredura a Laser e reconstrução 3D, revelaram-se muito promissoras em estudos de anatomia. Considerando os moluscos bivalves, grande quantidade de informação sobre desenvolvimento está disponível, sendo a maioria desses estudos voltados para descrição da sequência de estádios de vida e morfologia geral da larva. Contudo, a morfogênese em bivalves ainda permanece pouco estudada, exceto pelo desenvolvimento de parte duras (e.g., charneira, ligamento e concha). Em especial, o desenvolvimento da borda do manto em bivalves permanece pouco conhecido, assim como o processo de formação e diferenciação das pregas paliais. Os complexos órgãos paliais presentes nas vieiras (Pectinidae), como, por exemplo, seus olhos capazes de formar imagem, fazem desses bivalves modelos adequados para estudos de desenvolvimento da margem palial. Neste contexto, o presente projeto visa aprender os procedimentos e análises relacionados à Microscopia Confocal e reconstrução 3D junto ao Departamento de Zoologia Integrada, sob a supervisão do Prof. Andreas Wanninger. Também é esperado aplicar as técnicas mencionadas em amostras de Nodipecten nodosus a fim de investigar o desenvolvimento na margem palial na espécie. Maior atenção será dada à neuro e miogênese dessa região, contribuindo para compreensão da ontogenia funcional das pregas paliais de vieiras, o que compreende o principal objetivo do projeto de mestrado do candidato na Universidade de São Paulo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AUDINO, JORGE A.; MARIAN, JOSE EDUARDO A. R.; KRISTOF, ALEN; WANNINGER, ANDREAS. Inferring muscular ground patterns in Bivalvia: Myogenesis in the scallop Nodipecten nodosus. Frontiers in Zoology, v. 12, DEC 2 2015. Citações Web of Science: 4.
AUDINO, JORGE A.; MARIAN, JOSE EDUARDO A. R.; WANNINGER, ANDREAS; LOPES, SONIA G. B. C. Development of the pallial eye in Nodipecten nodosus (Mollusca: Bivalvia): insights into early visual performance in scallops. ZOOMORPHOLOGY, v. 134, n. 3, p. 403-415, SEP 2015. Citações Web of Science: 6.
AUDINO, JORGE A.; MARIAN, JOSE EDUARDO A. R.; WANNINGER, ANDREAS; LOPES, SONIA G. B. C. Anatomy of the pallial tentacular organs of the scallop Nodipecten nodosus (Linnaeus, 1758) (Bivalvia: Pectinidae). ZOOLOGISCHER ANZEIGER, v. 258, p. 39-46, 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.