Busca avançada
Ano de início
Entree

Metabólitos secundários de duas espécies de guaco (Mikania glomerata Sprenguel e Mikania laevigata SCHULTZ) cultivadas sob condições variadas

Processo: 13/15962-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Pesquisador responsável:Alexandra Christine Helena Frankland Sawaya
Beneficiário:Claudia de Lazzari Almeida
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Metabólitos secundários   Plantas medicinais

Resumo

O uso de plantas medicinais e fitoterápicos na política de saúde do Brasil vem sendo incentivada, de maneira crescente, por diretrizes governamentais em todos os níveis. O xarope à base de Mikania glomerata Sprenguel. é atualmente fornecido por postos do Sistema Único de Saúde (SUS) como fitoterápico para bronquite e tosse. Porém, diferentes condições de cultivo de plantas medicinais podem resultar em variações nas concentrações de princípios ativos, afetando a segurança, qualidade e eficácia esperada dos fitoterápicos. Poucos estudos referentes ao cultivo das duas espécies de guaco de interesse terapêutico, Mikania glomerata e Mikania laevigata Schultz, foram encontradas. Até o momento a questão da flutuação de teores de metabolitos secundários nestas espécies ocasionados por variações ambientais não foi satisfatoriamente abordada. Como ambas constam do 1º Formulário de Fitoterápicos da Farmacopéia Brasileira, aparentemente podendo ser usadas indiscriminadamente, elas deverão ser estudadas em paralelo. Avaliaremos como os metabólitos secundários são influenciados pelas variações nas condições de cultivo como: temperatura, luminosidade, fertilidade e pH do solo; e danos mecânicos. Após os tratamentos, a composição dos extratos das folhas será avaliada por cromatografia líquida com espectrometria de massas, acompanhando o teor do seu marcador (cumarina) e o perfil dos outros componentes, bem como os níveis de clorofila, amido e açúcares. Os resultados permitirão definir o padrão de cultivo para estas duas espécies, de tal forma a minimizar as variações no conteúdo das substâncias ativas; podendo ser aproveitado como condição padrão na produção destas espécies.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALMEIDA, CLAUDIA DE LAZZARI; HELENA FRANKLAND SAWAYA, ALEXANDRA CHRISTINE; LOPEZ DE ANDRADE, SARA ADRIAN. Mycorrhizal influence on the growth and bioactive compounds composition of two medicinal plants: Mikania glomerata Spreng. and Mikania laevigata Sch Bip. ex Baker (Asteraceae). BRAZILIAN JOURNAL OF BOTANY, v. 41, n. 1, p. 233-240, MAR 2018. Citações Web of Science: 0.
ALMEIDA, CLAUDIA DE LAZZARI; XAVIER, RENATA MOURA; BORGHI, ALEXANDRE AUGUSTO; DOS SANTOS, VIVIAN FRANCESCHINI; HELENA FRANKLAND SAWAYA, ALEXANDRA CHRISTINE. Effect of seasonality and growth conditions on the content of coumarin, chlorogenic acid and dicaffeoylquinic acids in Mikania laevigata Schultz and Mikania glomerata Sprengel (Asteraceae) by UHPLC-MS/MS. INTERNATIONAL JOURNAL OF MASS SPECTROMETRY, v. 418, n. SI, p. 162-172, JUL 2017. Citações Web of Science: 5.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Claudia de Lazzari. Metabólitos secundários de duas espécies de guaco (Mikania glomerata Sprengel e Mikania laevigata Schultz) cultivadas sob condições variadas. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.