Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo físico-químico da atividade fungicida de derivados anfifílicos de quitosana contra fungos do gênero Aspergillus: interação com modelos de membranas

Processo: 13/16021-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Vera Aparecida de Oliveira Tiera
Beneficiário:Mirelle Takaki
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Aspergillus flavus   Quitosana

Resumo

Os fungos do gênero Aspergillus, especialmente das espécies Aspergillus flavus e Aspergillus parasiticus, são considerados um importante problema na produção e armazenamento de grãos, uma vez que, além de promoverem a degradação e contaminação dos alimentos, algumas cepas produzem micotoxinas muito nocivas. No intuito de se controlar o desenvolvimento destes microrganismos, tem se destacado o uso de produtos naturais de baixo custo e não agressivos ao meio ambiente, como por exemplo, a quitosana e seus derivados. Dessa forma, o presente projeto propõe a síntese e caracterização de derivados quaternários anfifílicos de quitosana com proporção constante do conteúdo hidrofóbico (5 a 10%) e diferentes proporções de cargas positivas permanentes na cadeia do polímero. Os derivados serão sintetizados usando quitosana desacetilada e a reação será realizada em duas etapas: a primeira delas será a reação de aminação redutiva com dodecilaldeído, seguida da substituição com grupos amino usando brometo de pentiltrimetilamônio. Os derivados serão caracterizados por RMN1H viscosimetria e GPC. Além da síntese, o estudo será direcionado à determinação da atividade antifúngica dos derivados contra os fungos Aspergillus flavus e/ou Aspergillus parasiticus e na elucidação do mecanismo de ação dos biofungicidas utilizando-se duas metodologias principais: i) Estudo da interação dos derivados com membranas modelo com potenciais de superfície controlados; ii) Marcação fluorescente dos derivados e estudo de sua interação com os fungos Aspergillus Flavus e/ou Aspergillus parasiticus via microscopia óptica, confocal e de transmissão. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TAKAKI, Mirelle. Estudo físico-químico da atividade fungicida de derivados anfifílicos de quitosana contra fungos do gênero Aspergillus : interação com modelos de membranas. 2015. 77 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.