Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do enriquecimento aluminoso e potencial econômico dos solos lateríticos desferruginizados na chapada sedimentar do Triângulo Mineiro

Processo: 13/15942-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Vania Silvia Rosolen
Beneficiário:Carla Vanessa de Sousa Coelho
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Pedologia   Solo hidromórfico   Caracterização mineralógica   Triângulo Mineiro

Resumo

Os solos tropicais são reconhecidos por comportar depósitos minerais lateríticos produzidos ao longo do processo de intemperismo tropical em diferentes litologias, influenciados pela configuração do relevo e variações paleoclimáticas. Os desequilíbrios bioclimáticos, como o desenvolvimento de propriedades hidromórficas, conduzem às transformações estruturais, químicas e mineralógicas nas coberturas pedológicas antigas, e formam um ambiente propício para a concentração de argilas aluminosas, com grande potencial de extração. Este processo ocorre nas chapadas do Triângulo Mineiro cujos solos hidromórficos, evoluídos nas depressões topográficas na superfície dos platôs, apresentam matrizes desferruginizadas com diferentes concentrações de material argilo-aluminoso, usado como refratário. Contudo, os processos que levam ao enriquecimento ou às perdas laterais (teores de enriquecimento variam de 70 a 20% de Al, de montante para jusante) ainda não são compreendidos, fato que justifica o aprofundamento de pesquisas na área.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)