Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da resposta inflamatória no fluido folicular em pacientes com endometriose ovariana unilateral e seu impacto na fertilização in vitro

Processo: 13/06483-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Maurício Simões Abrão
Beneficiário:Luiz Fernando Pina de Carvalho
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Resposta inflamatória   Fertilização in vitro   Infertilidade feminina   Endometriose
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:endomtriose ovariana | fertilização in vitro | Fluido Folicular | Infertilidade | Resposta inflamatória | Obstetrícia e Ginecologia

Resumo

A endometriose é caracterizada pela presença de glândulas endometriais e estroma fora da cavidade uterina, que acomete principalmente mulheres no período reprodutivo. Dismenorreia, dispareunia de profundidade, dor pélvica crônica, e infertilidade são os principais sintomas associados à endometriose. Vários fatores podem afetar a fertilidade na presença de endometriose, dentre os quais, a presença de níveis elevados de citocinas inflamatórias no fluido folicular, tem sido atualmente relatada na literatura científica como um relevante fator relacionado à infertilidade em pacientes com endometriose. O entendimento do microambiente inflamatório causado pela endometriose ovariana guiará condutas e possivelmente novos tratamentos, os quais poderão melhorar a qualidade de vida das pacientes inférteis com endometriose, assim como aumentar as taxas de sucesso do tratamento de reprodução assistida em pacientes com endometriose ovariana. O objetivo do presente estudo será avaliar a expressão proteica de 50 marcadores inflamatórios no fluido folicular proveniente de pacientes inférteis com endometriose ovariana e comparar com o fluido folicular de pacientes controles. Serão incluídas 63 pacientes distribuídas em três grupos: 21 pacientes com endometriose unilateral ovariana (grupo I), 21 pacientes doadores de óvulos (grupo II) e 21 pacientes que possuem como causa de infertilidade conjugal, o fator masculino isolado (grupo III). A expressão proteica dos marcadores inflamatórios no fluido folicular será avaliada utilizando-se a plataforma Luminex® e o componente celular por citometria de fluxo. Das 50 citocinas avaliadas no projeto piloto (N = 22) realizado no Center for Reproductive Medicine Brigham and Women's Hospital/Harvard Medical School (Boston, USA) e o Massachusetts Institute of Technology (MIT) - Center for Gynepathology Research (Cambridge - USA), onze delas (MCP-1, IL-6, IL-8, CFGF-beta, GCSF, MP1beta, IL1-beta, IL-4, TNFalfa, IL-15, IL2-RA) se mostraram significativamente aumentadas no fluido folicular proveniente do ovário com endometriose em relação ao fluido folicular obtido do ovário sem endometriose. Outras citocinas, tais como ICAM-1, VCAM-1 apresentaram uma expressão significativamente diminuída no ovário com endometriose quando comparado com o ovário sem endometriose (Grupo I). A mesma significância foi observada quando comparado com os grupos II e III. O resultados parciais são encorajadores e serviram para realização do cálculo amostral. Para a realização de todo o projeto, será necessária a inclusão de um total de 63 pacientes. Essa próxima etapa, será realizada em parceria com o Departamento de Obstetrícia e Ginecologia - FMUSP, Laboratório de Reprodução Humana (Invida) do Hospital Sírio Libanês e Laboratório de Investigação Médica (LIM60 - HCFMUSP). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)