Busca avançada
Ano de início
Entree

Iracema: 1865-2015: diálogo e permanência

Processo: 13/14645-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Therezinha Apparecida Porto Ancona Lopez
Beneficiário:José Quintão de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estudos literários   Literatura

Resumo

Partindo de extensa investigação sobre a circulação do romance e sua fortuna crítica no país e no exterior, projeta-se um estudo crítico analítico do livro Iracema: lenda do Ceará, de José de Alencar. A obra que definitivamente consagrou o autor se tornou uma das mais editadas da língua portuguesa, se estabeleceu e se espraiou pela literatura, deu origem a poemas, sátiras, adaptações e provocou um extenso criticismo. Excedeu essas fronteiras e se transformou em elemento cultural de amplo alcance e consolidou a imagem da personagem que se tornou símbolo e lenda. Iracema se fez, dessa forma, uma verdadeira protagonista da vida e da cultura nacionais, portadora de uma das mais ricas intersemioses da nossa literatura. Em consequência se estendeu da onomástica à religião, ao cinema e ao teatro, ao cordel, às artes plásticas, quadrinhos, vídeo games, música, imaginária popular etc.. Nesse percurso se converteu naquela que é provavelmente a criação literária mais difundida e reconhecida pelos brasileiros, portadora da imagem mais rica e complexa das nossas letras. Propõe-se um trabalho que intenta compreender como se constituiu e se fixou essa personagem; para tanto se empreenderá a análise da circulação da obra e da fixação e circulação da imagem da criação literária em seu âmbito e para além das fronteiras do livro. O estudo é pensado como um diálogo em que se consideram as peculiaridades da circulação do romance e da sua recepção e se inquire sobre as respostas que oferece às questões postas pela contemporaneidade e pela tradição literária. Em suma, quer-se contribuir à compreensão da maneira específica como a obra se mantém viva, se volta para a posteridade, enceta novos diálogos e garante sua reprodução e permanência.