Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das funções da proteína ARHGAP21 na via glicolítica de células de adenocarcinoma de próstata

Processo: 13/15900-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Mariana Lazarini
Beneficiário:Luciana Bueno de Paiva
Instituição-sede: Centro de Hematologia e Hemoterapia (HEMOCENTRO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Glicólise   Autofagia   Hematologia

Resumo

A proteína ARHGAP21 é uma RhoGAP com importantes funções em células neoplásicas, como migração e proliferação celular, bem como no processo de transição epitélio-mesenquimal. Sua expressão está alterada em pacientes com Leucemia Mieloide Aguda (LMA) e em pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Além disso, a inibição de ARHGAP21 em células de câncer de próstata mostrou alterações na expressão de genes da via glicolítica e genes relacionados com a autofagia. Sabe-se que células neoplásicas, incluindo células de câncer de próstata, apresentam alterações no metabolismo celular energético, relacionadas com o aumento da proliferação celular. Desta forma, compreender os mecanismos moleculares envolvidos no metabolismo energético de células de câncer de prostata pode ajudar na compreensão desta doença e apontar novas intervenções terapêuticas. A autofagia é um processo desencadeado por estresse, como privação de nutrientes, e visa primariamente à sobrevivência celular. Porém, dependendo da intensidade e duração do estresse, a célula entra em processo de morte. O objetivo do presente trabalho é avaliar a participação da proteína ARHGAP21 na via glicolítica. Para isso, diferentes processos celulares, como apoptose e autofagia, serão avaliados em linhagens de câncer de próstata submetidas ao estresse metabólico.