Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do tabagismo sobre o transporte mucociliar nasal, propriedades físicas do muco e pH do condensado do ar exalado em indivíduos jovens

Processo: 13/11401-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Naomi Kondo Nakagawa
Beneficiário:Carolina Tieko Yoshida
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   Inflamação

Resumo

A inalação de fumaça do cigarro é diretamente nociva ao epitélio respiratório, altera o batimento ciliar e a produção e composição do muco, promove alterações morfológicas no epitélio do trato respiratório e induz perda de cílios, metaplasia e queratinização de células caliciformes, seguido de espessamento do epitélio respiratório e de inflamação da submucosa. O transporte mucociliar (TMC) é um importante mecanismo de defesa pulmonar que remove esses agentes das vias aéreas e dos pulmões. O aumento da produção e alterações das propriedades físicas do muco podem induzir à estase de muco no trato respiratório, o que aumenta a área e o tempo de contato do epitélio respiratório com microorganismos e outros agentes agressores, predispondo os indivíduos às infecções respiratórias. O objetivo do presente estudo será avaliar os efeitos do tabagismo sobre: (1) o TMC nasal, (2) propriedades do muco e (3) pH do condensado do ar exalado em jovens assim como analisar se as alterações, quando observadas, estão associadas à história de tabagismo. Serão incluídos 60 voluntários (n=20 não-tabagistas e n=40 tabagistas assintomáticos) com idade entre 18 e 35 anos, recrutados na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Os voluntários serão submetidos a: (a) anamnese clínica e questionário de sintomas nasais (SNOT-20), (b) exame físico (pressão arterial, frequência cardíaca e oximetria de pulso), (c) teste da sacarina, (d) coleta de muco nasal para análise das propriedades físicas do muco, (e) coleta de lavado nasal para análise de concentração de cotinina, (f) coleta de condensado do ar exalado para análise de pH e (g) teste de função pulmonar. As variáveis quantitativas e qualitativas serão analisadas por técnicas descritivas. Para comparar os dados com distribuição normal utilizaremos o Teste T e para os não paramétricos o Teste de Mann-Whitney. Para as análises de correlação utilizaremos o coeficiente de Pearson ou Spearman, quando apropriado. A diferença será considerada estatisticamente significante se p< 0,05.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NICOLA, MARINA LAZZARI; DE CARVALHO, HERACLITO BARBOSA; YOSHIDA, CAROLINA TIEKO; DOS ANJOS, FABYANA MARIA; NAKAO, MAYUMI; SANTOS, UBIRATAN DE PAULA; MORAIS CARDOZO, KARINA HELENA; CARVALHO, VALDEMIR MELECHCO; PINTO, ERNANI; POLISELLI FARSKY, SANDRA HELENA; SALDIVA, HILARIO NASCIMENTO; RUBIN, BRUCE K.; NAKAGAWA, NAOMI KONDO. Young ``Healthy{''} Smokers Have Functional and Inflammatory Changes in the Nasal and the Lower Airways. CHEST, v. 145, n. 5, p. 998-1005, MAY 2014. Citações Web of Science: 26.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.