Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil lipídico e do estresse oxidativo na proteção cardíaca induzida pela hiperglicemia diabética: avaliações após o infarto do miocárdio

Processo: 13/11463-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Christiane Malfitano
Beneficiário:Camila Paixão dos Santos
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ácidos graxos   Diabetes mellitus experimental   Estresse oxidativo   Fisiologia cardiovascular   Perfil lipídico   Infarto do miocárdio   Triglicerídeos

Resumo

Resultados recentes de nosso grupo mostraram em ratos diabéticos submetidos ao infarto do miocárdio (IM) uma menor mortalidade entre 15 a 30 dias após a oclusão coronariana do que animais normoglicêmicos submetidos ao mesmo procedimento. Após 90 dias, a mortalidade é igual nos dois grupos, sugerindo que a cardioproteção nestes animais deve ocorrer no período inicial após a isquemia. Analisando esta "janela de cardioproteção" recentemente nosso grupo publicou um estudo em ratos diabéticos submetidos ao IM, no qual se demonstrou redução do tamanho do infarto, da expressão de citocinas pró-inflamatórias, ativação da apoptose, aumento da expressão do transportador de glicose tipo 1 (Glut-1) e fatores de sobrevivência celular, além de, diminuição da fibrose, resultando em melhora da função cardíaca nestes animais. Diante deste cenário surge a hipótese de que a melhora funcional e suas alterações moleculares observada nestes animais poderiam estar relacionadas ao aumento da utilização de substratos energético. Assim, objetivo do presente projeto é avaliar os efeitos da hiperglicemia diabética sobre perfil lipídico e oxidativo após infarto do miocárdio. Dessa forma, será possível analisar se o efeito das alterações metabólicas induzidas pela hiperglicemia diabética após a isquemia poderia contribuir para explicar os resultados favoráveis já descritos pelo nosso grupo. Para isso será avaliada em ratos Wistar submetidos ao diabetes experimental por estreptozotocina e ao infarto do miocárdio (IM) através da ligadura permanente da artéria coronária esquerda (acompanhados por 15 dias de IM e 30 dias de diabetes ao final do protocolo): avaliação do perfil oxidativo e lipídico cardíaco no plasma e no ventrículo esquerdo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MALFITANO, CHRISTIANE; DE SOUZA JUNIOR, ALCIONE LESCANO; CARBONARO, MARIANA; BOLSONI-LOPES, ANDRESSA; FIGUEROA, DIEGO; DE SOUZA, LEANDRO EZEQUIEL; SANTOS SILVA, KLEITON AUGUSTO; CONSOLIM-COLOMBO, FERNANDA; CURI, RUI; IRIGOYEN, MARIA CLAUDIA. Glucose and fatty acid metabolism in infarcted heart from streptozotocin-induced diabetic rats after 2 weeks of tissue remodeling. CARDIOVASCULAR DIABETOLOGY, v. 14, NOV 9 2015. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.