Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade cicatrizante gástrica do extrato metanólico das folhas de Astronium urundeuva (Allemão) Engl

Processo: 13/13898-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Clélia Akiko Hiruma Lima
Beneficiário:Vinícius Peixoto Rodrigues
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cicatrização   Úlcera gástrica   Plantas medicinais

Resumo

A úlcera gástrica é uma enfermidade que acomete um número considerável de pessoas e é considerada uma das maiores causas de morbidade e mortalidade no mundo. No Brasil estima-se que sua incidência atinja de 1 a 20%, da população, sendo que uma grande parte da população não tem acesso aos medicamentos disponíveis no mercado para a cura de enfermidades como a úlcera gástrica, o que leva ao uso das plantas medicinais que em sua maioria, não possuem estudos de eficácia e segurança de uso. Com a aprovação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) no Sistema Único de Saúde (SUS) que implementa o uso de plantas medicinais e fitoterápicos como opção de tratamento para doenças para a assistência primária a saúde, os estudos de plantas medicinais e suas utilizações populares ganham importância no Brasil. As úlceras gástricas são distúrbios gastrointestinais caracterizados por lesões severas da parede do estômago, geralmente desenvolvidas a partir de um desequilíbrio entre os fatores citoprotetores e fatores agressores ao epitélio gastrointestinal. A cicatrização das úlceras consiste em processos, complexos e bem regulados, que resulta no reestabelecimento da superfície epitelial, estruturas glandulares, vasos sanguíneos e o tecido conjuntivo da área lesada. O fator de crescimento epidermal (EGF), as enzimas cicloxigenases-1 e 2 (COX-1 e 2), e as metaloproteinases de matriz-2 e 9 (MMP-2 e 9) atuam nesses processos degradando o colágeno amorfo e as fibronectinas presentes na área lesionada para que ocorra a remodelação epitelial de diversas formas. Estudos anteriores já realizados em nosso laboratório, comprovaram a ação gastroprotetora do extrato metanólico das folhas de Astronium urundeuva na dose de 250 mg/kg porém não existem relatos de sua ação cicatrizante da mucosa gástrica. Estes estudos acerca da propriedade cicatrizante desta espécie são fundamentais para fundamentar a indicação desta espécie como potencial fitoterápico para uso no combate as úlceras gástricas. Portanto, esta proposta visa avaliar a atividade cicatrizante do extrato hidroalcoólico de suas folhas e elucidar os mecanismos de ação cicatrizantes do extrato sobre a mucosa gástrica através do estudo de fatores e enzimas como a COX1, COX2, VEGF e as metaloproteinases de matriz 2 e 9 que estão relacionados com a reestruturação da mucosa lesionada. Este projeto é um subprojeto do Projeto temático Biota/FAPESP "Fitoterápicos padronizados como alvo para o tratamento de doenças crônicas" de Nº 09/52237-9.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.