Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre a infecção de HPV de alto risco e a expressão de proteínas relacionadas à carcinogênese esofágica

Processo: 13/15968-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Adhemar Longatto Filho
Beneficiário:Paula Roberta Aguiar Pastrez Ramalho
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Biomarcadores   Infecções por Papillomavirus   Neoplasias esofágicas

Resumo

Papilomavírus humano (HPV) são vírus DNA que apresentam tropismo por tecido de revestimento, onde podem causar lesões hiperproliferativas. São os agentes causadores da infecção sexualmente transmitida mais comum no mundo e, de acordo com o tempo de permanência no organismo hospedeiro e de seu potencial de imortalização celular, podem ser classificados como de alto (16, 18, 31 e 33) e baixo risco (6, 11) oncogênico. A infecção persistente causada por HPV de alto risco está fortemente relacionada com o desenvolvimento de neoplasias genitais. Atualmente, já há consenso de que o HPV de alto risco é essencial para o desenvolvimento da carcinogênese anogenital e de cabeça e pescoço; entretanto, os resultados de associação dos vírus com carcinomas não genitais (esôfago e pulmão), como sugerido no início dos anos 80, ainda são contraditórios e exigem melhor investigação.O câncer esofágico (CE) é o oitavo tipo de câncer mais incidente e o sexto tipo de maior letalidade no mundo. O Brasil é considerado um país de alto risco para o desenvolvimento do CE, neoplasia que está classificada entre as dez mais incidentes. Os principais fatores de risco para o CE são o consumo de álcool, cigarro, desnutrição, ingestão de alimentos sólidos e/ou líquidos quentes e agentes infecciosos como os microrganismos patogênicos. No início dos anos 80, foi sugerida pela primeira vez a relação de HPV com tumorigênese esofágica após observação de características citopáticas similares àquelas resultantes da infecção por HPV nos sítios genitais.Nesse cenário, o atual projeto tem como objetivo determinar a prevalência de HPV em carcinoma escamoso de esôfago (CCEE), além de identificar as moléculas celulares envolvidas na infecção por HPV no esôfago e relacionadas com a carcinogênese do CCEE, através de reações de imunistoquímica para diversas moléculas cuja expressão em outros sítios anatômicos é regulada pelo vírus. A obtenção desses dados poderá contribuir no tratamento dos pacientes e, dessa forma, aumentar a chance de cura e sobrevida dos mesmos. Vale ressaltar ainda que esses dados permitirão avaliar o impacto da vacinação contra HPV na incidência dessa neoplasia.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AGUIAR PASTREZ, PAULA ROBERTA; MARIANO, VANIA SAMMARTINO; DA COSTA, ALLINI MAFRA; SILVA, ESTELA MARIA; SCAPULATEMPO-NETO, CRISTOVAM; GUIMARAES, DENISE PEIXOTO; FAVA, GILBERTO; ZEMI NETO, SAID ABDALA; NUNES, EMILY MONTOSA; SICHERO, LAURA; VILLA, LUISA LINA; SYRJANEN, KARI JUHANI; LONGATTO-FILHO, ADHEMAR. The Relation of HPV Infection and Expression of p53 and p16 Proteins in Esophageal Squamous Cells Carcinoma. JOURNAL OF CANCER, v. 8, n. 6, p. 1062-1070, 2017. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.