Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do reparo ósseo na interface osso/implante em ratas osteoporóticas não tratadas e tratadas com raloxifeno - análise morfológica e imunoistoquímica

Processo: 13/11277-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Pesquisador responsável:Roberta Okamoto
Beneficiário:Fernanda Costa Yogui
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Raloxifeno   Reparo ósseo   Ósseointegração   Osteoporose

Resumo

A proposta deste projeto é avaliar o processo de reparo ósseo na interface osso/implante em ratas com osteoporose induzida tratadas com raloxifeno por meio das análises morfológica e imunoistoquímica. Para isso, 30 ratas (Rattus norvegicus albinus, Wistar), com peso médio de 200 gramas serão divididas em três grupos, sendo Grupo I (SHAM) constituído por 10 ratas submetidas à cirurgia fictícia e alimentadas com dieta balanceada; Grupo II (OVX ST) constituído por 10 ratas submetidas à cirurgia de ovariectomia bilateral, alimentadas com dieta pobre em cálcio (osteoporóticas) e sem tratamento medicamentoso e Grupo III (OVX RAL) constituído por 10 ratas submetidas à ovariectomia bilateral, alimentadas com dieta pobre em cálcio (osteoporóticas) tratadas com raloxifeno. Cada animal receberá dois implantes, sendo um em cada metáfise tibial. Na tíbia direita será instalado um implante com superfície usinada e na tíbia esquerda um implante com superfície modificada por duplo ataque ácido. A eutanásia dos animais será realizada nos períodos de 14 dias (n=5/grupo) e 42 dias (n=5/grupo) após a cirurgia de instalação dos implantes, através de sobredosagem anestésica. Para a análise morfológica das lâminas obtidas, será realizada a coloração por hematoxilina e eosina (para avaliação da citoarquitetura tecidual) e avaliação da imunomarcação de proteínas RUNX2, Osteopontina e Osteocalcina, caracterizando assim o fenótipo osteoblástico do tecido ósseo formado durante a osseointegração. A imunomarcação será avaliada através da atribuição de escores, que serão tabulados para avaliação comparativa dos grupos e períodos experimentais. Os dados serão submetidos à curva de normalidade para determinação de teste mais adequado (paramétrico versus não paramétrico). O nível de significância de 0,05 será usado para todos os testes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YOGUI, FERNANDA COSTA; CORREA MOMESSO, GUSTAVO ANTONIO; FAVERANI, LEONARDO PEREZ; BRAGA POLO, TARIK OCON; RAMALHO-FERREIRA, GABRIEL; HASSUMI, JAQUELINE SUEMI; ROSSI, ANA CLAUDIA; FREIRE, ALEXANDRE RODRIGUES; PRADO, FELIPPE BEVILACQUA; OKAMOTO, ROBERTA. A SERM increasing the expression of the osteoblastogenesis and mineralization-related proteins and improving quality of bone tissue in an experimental model of osteoporosis. Journal of Applied Oral Science, v. 26, 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.