Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da prevalência, caracterização molecular e das interações entre as micoplasmoses aviárias e os vírus de laringotraqueíte infecciosa das aves, em poedeiras da região de Bastos

Processo: 13/19639-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Marcos Roberto Buim
Beneficiário:Márcio Ricardo Vieira
Instituição-sede: Instituto Biológico (IB). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/20912-1 - Estudo da prevalência, caracterização molecular e das interações entre as micoplasmoses aviárias e os vírus de laringotraqueíte infecciosa das aves, em poedeiras da região de Bastos, AP.R
Assunto(s):Aves poedeiras   Biologia molecular   Histopatologia animal   Micoplasmose aviária

Resumo

As enfermidades respiratórias são as principais causas de problemas sanitários na avicultura de postura comercial. Os agentes causadores são multifatoriais, dentre os quais os micoplasmas e o vírus da laringotraqueíte infecciosa estão entre os mais importantes. A região de Bastos é o principal polo produtor de ovos do Brasil, com plantel estimado em 20 milhões de aves, as enfermidades respiratórias acometem o plantel acarretando prejuízos econômicos, sendo que a etiologia, o diagnóstico diferencial e as interações entre os agentes causadores precisam ser melhor estudados. O projeto visa determinar as prevalências dos micoplasmas e dos vírus de LTI, diferenciar estirpes de campo e de vacinas utilizando-se de procedimentos oficiais de monitoramento sanitário, de técnicas moleculares e avaliar as interações existentes entre as infecções. A metodologia a ser utilizada inclui técnicas moleculares de PCR em tempo real e sequenciamento que permitem a diferenciação das estirpes e a histopatologia para caracterizar as lesões microscópicas encontradas no epitélio traqueal e trato respiratório superior das aves infectadas. Este estudo trará informações científicas importantes que serão diretamente aplicadas ao setor produtivo, para direcionar as estratégias de profilaxia, avaliar a eficiência e eficácia das ações compulsórias para o controle das micoplasmoses aviária e da LTI, assim como sugerir alterações no Programa Estadual de sanidade avícola. (AU)