Busca avançada
Ano de início
Entree

Vulnerabilidade em saúde bucal: abordagem quali-quantitativa em adolescentes

Processo: 13/17340-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Pereira
Beneficiário:Jaqueline Vilela Bulgareli
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Pesquisa qualitativa   Vulnerabilidade   Saúde bucal   Adolescentes   Piracicaba (SP)

Resumo

Este estudo de coorte de natureza quanti-qualitativa tem como objetivo avaliar o risco de doenças bucais e sua relação entre a vulnerabilidade individual/social/programática em uma população adolescente de 15 a 19 anos no município de Piracicaba-SP. Duas fases quanti e quanti-qualitativas irão compor a pesquisa. Na primeira etapa, já completada, coletou-se informações referentes à avaliação de risco (mancha branca ativa, cárie dentária, doença periodontal, fluorose e maloclusão). Variáveis socioeconômicas, comportamentais, demográficas e psicossociais foram captadas por meio do OIDP, Who-Qol, questionário semiestruturado e socioeconômico. Na segunda etapa serão desenvolvidos quatro estudos: dois quantitativos observacionais, um qualitativo e um quali-quantitativo longitudinal. Os dois estudos quantitativos observacionais testarão a influência de variáveis individuais e do nível contextual com a cárie e doença periodontal, respectivamente. O terceiro estudo, de natureza qualitativa buscará compreender o significado que as pessoas possuem sobre o adoecer, a saúde bucal e o cuidado. E o quarto estudo, quali-quantitativo longitudinal, desenvolver-se-á em cinco momentos, sendo verificados alguns pontos chaves como: variáveis que interferem na não adesão ao tratamento odontológico; investigar as razões da adesão ou não ao tratamento odontológico dos adolescentes encaminhados às Unidades Saúde da Família (USF); compreender a percepção dos sujeitos, acerca das causas que influenciaram o não comparecimento do adolescente ao tratamento odontológico; intervir, de maneira participativa, nas famílias dos adolescentes não aderentes ao tratamento odontológico e, finalmente, analisar a percepção dos profissionais da saúde sobre o impacto que a falta de adesão tem na saúde dos usuários. A amostra probabilística inicial foi constituída por 1202 adolescentes provenientes de dois espaços sociais: a) Unidades de Saúde da Família (USF) e b) Escolas Públicas da cidade de Piracicaba-SP. A análise estatística será específica para cada um dos 4 estudos e descritos no projeto separadamente. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FREDDO, SILVIA LETICIA; DA CUNHA, INARA PEREIRA; BULGARELI, JAQUELINE VILELA; CAVALCANTI, YURI WANDERLEY; PEREIRA, ANTONIO CARLOS. Relations of drug use and socioeconomic factors with adherence to dental treatment among adolescents. BMC ORAL HEALTH, v. 18, DEC 19 2018. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BULGARELI, Jaqueline Vilela. . 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.