Busca avançada
Ano de início
Entree

Fabricação de microeletrodos por sonoquímica para biossensores

Processo: 13/21076-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Osvaldo Novais de Oliveira Junior
Beneficiário:Flavio Makoto Shimizu
Supervisor no Exterior: Séamus P. J. Higson
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Cranfield University, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:12/15543-7 - Biossensores para detectar Escherichia coli usando o conceito de línguas eletrônicas, BP.PD
Assunto(s):Eletroquímica   Sensores   Sonoquímica   Microeletrodos

Resumo

Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de sensores e biossensores para detecção de micro-organismos tal como a Escherichia coli através de técnicas eletroquímicas. Um conjunto de unidades sensoriais serão fabricadas usando diferentes técnicas e materiais, com micro- e macroeletrodos sendo obtidos pelo método de sonoquímica, desenvolvido na Universidade de Cranfield. Novas arquiteturas de filmes serão produzidas com diversos materiais, incluindo polieletrólitos, polímeros condutores, ftalocianinas e grafeno, que serão combinados com enzimas e outras biomoléculas em busca de sinergia nas interações entre os componentes e os analitos. Os filmes serão obtidos pelas técnicas de automontagem (LbL) e eletropolimerização, cujas condições e parâmetros de fabricação serão modificadas a fim de se otimizar os sensores. Os métodos de caracterização e detecção envolverão técnicas eletroquímicas, por exemplo o microscópio de varredura eletroquímica (MVEQ), impedância AC, voltametria cíclica e amperometria. O microscópio eletrônico de varredura (MEV) e a microbalança de cristal de quartzo (MCQ) também serão utilizados para analisar a superfície do eletrodo e o crescimento do filme, respectivamente. Os sensores e os biossensores fabricados serão aplicados na detecção de micro-organismos e analitos usados no primeiro ano de pesquisa de pós-doutorado no Brasil. (AU)