Busca avançada
Ano de início
Entree

Política, história e crítica da modernidade: a recepção contemporânea de Walter Benjamin em Michael Löwy e Daniel Bensaïd

Processo: 13/19447-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2014
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia
Pesquisador responsável:Marcelo Siqueira Ridenti
Beneficiário:Fabio Mascaro Querido
Supervisor no Exterior: Michael Löwy
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), França  
Vinculado à bolsa:11/23730-9 - Política, história e crítica da modernidade: a recepção contemporânea de Walter Benjamin em Michael Löwy e Daniel Bensaid, BP.DR
Assunto(s):Sociologia da cultura   História social   Messianismo   Judaísmo

Resumo

A partir da pesquisa de doutorado em andamento (no PPG em Sociologia, no IFCH, UNICAMP, com bolsa da FAPESP), "Política, história e crítica da modernidade: a recepção contemporânea de Walter Benjamin em Michael Löwy e Daniel Bensaïd", e conforme a recomendação contida no parecer do último relatório, o objetivo mais geral da realização de um estágio de pesquisa no exterior (na França), ao longo de um ano, é compreender e sistematizar, à luz das transformações do contexto sócio-histórico da época, o impacto que a "descoberta" e a incorporação da obra de Benjamin provocou nas trajetórias intelectuais de Michael Löwy e Daniel Bensaïd. Na fronteira entre a sociologia da cultura e a história social dos intelectuais, pretende-se enfatizar a forma como a leitura de Benjamin transformou as relações desses autores com suas origens familiares judaicas, assim como suas percepções do messianismo judaico. Busca-se destacar, para isso, a importância da compreensão de suas trajetórias intelectuais "antes" e "depois" da incorporação das reflexões do filósofo alemão. A questão do judaísmo é decisiva, nesse contexto, porque permite estabelecer um parâmetro analítico capaz de vincular, dialeticamente, as trajetórias biográficas e intelectuais de ambos os autores, com as leituras que eles realizam da obra de Benjamin. A hipótese central é a de que as semelhanças e diferenças entre suas visões da teologia judaica, e entre a forma como se posicionam em relação à suas origens familiares judias, condicionam em grande medida as afinidades e as divergências entre suas interpretações do "marxismo messiânico" de Walter Benjamin. Por esta razão, propõe-se como local de realização do estágio o Centre d'Études Interdisciplinaires des Faits Religieux (CEIFR), centro de pesquisa ao qual pertence Michael Löwy, vinculado à L'École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS) e ao Centre National de Recherches Scientifiques (CNRS), em Paris. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.