Busca avançada
Ano de início
Entree

Regulação da arquitetura vegetativa de tomateiro (Solanum lycopersicum L.) pela via miR156-SQUAMOSA PROMOTER BINDING PROTEIN-LIKE (SPL)

Processo: 13/16949-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Pesquisador responsável:Fabio Tebaldi Silveira Nogueira
Beneficiário:Geraldo Felipe Ferreira e Silva
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/23826-7 - A relação entre as vias GA ( giberelina) e age (miR156 node) no controle do florescimento em tomateiro, BE.EP.DR
Assunto(s):Regulação da expressão gênica   Desenvolvimento vegetal

Resumo

A arquitetura dos ramos laterais de plantas é um importante fator agronômico que determina a produção no campo. A formação de gemas laterais e sua posterior brotação (ramificação) são fatores-chave que controlam tanto a produção de biomassa foliar quanto o número de inflorescências. Interessantemente, vários membros de famílias gênicas envolvidas em mecanismos de formação e brotação de gemas laterais são alvos de regulação por RNAs não codantes, sugerindo que tais RNAs estão envolvidos nesse aspecto do desenvolvimento vegetal. Um desses exemplos é a família de fatores de transcrição do tipo SQUAMOSA (SQUA) promoter binding protein-like (SPL), na qual alguns membros são regulados pós-transcricionalmente pelo microRNA156 (miR156). MicroRNAs (miRNAs) são RNAs não codantes de 20-22 nucleotídeos (nt) que desempenham papel ímpar no desenvolvimento vegetal, observação comprovada pela avaliação fenotípica e molecular de plantas transgênicas e de mutantes defectivos na produção de tais RNAs. A superexpressão do miR156 em arabidopsis e tomateiro (transgênico este produzido pelo nosso grupo de pesquisa) promove severa redução na dominância apical, levando a uma maior produção de ramos laterais e aumento de biomassa. Embora seja evidente o papel desse miRNA na formação de ramos axilares, até o momento não há estudos elucidando quais vias genéticas e regulatórias de brotação lateral são alteradas em resposta a expressão ectópica do miR156. Tais estudos poderão contribuir não somente para o melhor entendimento dos mecanismos associados ao processo de formação de órgãos laterais, mas também ter potenciais aplicações no melhoramento vegetal.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA, GERALDO F. F.; SILVA, EDER M.; CORREA, JOAO P. O.; VICENTE, MATEUS H.; JIANG, NAN; NOTINI, MARCELA M.; JUNIOR, AIRTON C.; DE JESUS, FREDERICO A.; CASTILHO, POLLYANNA; CARRERA, ESTHER; LOPEZ-DIAZ, ISABEL; GROTEWOLD, ERICH; PERES, LAZARO E. P.; NOGUEIRA, FABIO T. S. Tomato floral induction and flower development are orchestrated by the interplay between gibberellin and two unrelated microRNA-controlled modules. NEW PHYTOLOGIST, v. 221, n. 3, p. 1328-1344, FEB 2019. Citações Web of Science: 8.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Geraldo Felipe Ferreira e. A inter-relação entre a via miR156/SBP e o fitormônio giberelina no controle da transição de fase vegetativo-reprodutivo em tomateiro. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Centro de Energia Nuclear na Agricultura Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.