Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização fenotipica e genotípica de cepas de Salmonella enterica isoladas de carne suína no Município de São Paulo

Processo: 13/16946-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Andrea Micke Moreno
Beneficiário:Vasco Túlio de Moura Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Salmonella enterica   Tipagem de sequências multilocus   Eletroforese em gel de campo pulsado   Zoonoses   Suínos

Resumo

Atualmente, a salmonelose representa uma das zoonoses de maior importância sobre a Saúde Pública no mundo, em razão da alta endemicidade, mortalidade, e dificuldade do seu controle. No Brasil, vários estudos relatam a alta frequência de suínos eliminando o agente em diferentes fases do sistema de produção. No município de São Paulo, é possível encontrar diferentes realidades no que se diz respeito às boas práticas de produção e ao controle de qualidade dos produtos de origem animal, principalmente quando se considera os pontos de venda ao consumidor. A contaminação por agentes causadores de infecções de origem alimentar está presente e tem sido pouco avaliada nestes ambientes. O presente estudo é parte de uma colaboração internacional envolvendo a North Carolina State University e a University of Surrey que atuarão como parceiras na realização de parte dos testes propostos e permitirão o treinamento e a troca de conhecimento entre seu grupo de pesquisa e o aluno responsável pelo projeto. Os objetivos principais são avaliar a presença de Salmonella entérica em cortes de carne suína vendidos em mercados municipais, açougues e mercados de pequeno porte distribuídos nas cinco regiões do município de São Paulo. As cepas isoladas serão caracterizadas quanto ao sorotipo, perfil de resistência a antimicrobianos, perfil genotípico através da eletroforese em campo pulsado (PFGE) e da tipagem por sequenciamento de múltiplos sítios (multilocus sequence typing - MLST). Os dados obtidos serão comparados aos perfis de cepas oriundas de criações de suínos e casos de infecção alimentar relatados no país.