Busca avançada
Ano de início
Entree

Ontogenia, micromorfologia e anatomia floral de Anthurium Schott (Araceae, Alismatales) e suas implicações na taxonomia

Processo: 13/05120-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Alessandra Ike Coan
Beneficiário:Leticia Peres Poli
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Anatomia vegetal

Resumo

Anthurium compreende 130 espécies no Brasil, distribuídas principalmente nas seções A. sect. Pachyneurium e A. sect. Urospadix. Além destas, A. sect. Tetraspermium também se destaca, por apresentar 50% dos representantes com ampla ocorrência no território brasileiro. A sistemática dessas seções representativas em riqueza e ocorrência é ainda muito discutida, pois suas circunscrições são baseadas, predominantemente, em características morfológicas foliares. Os estudos ontogenéticos, micromorfológicos e anatômicos florais em espécies do gênero podem auxiliar na obtenção de outros caracteres significativos para a confirmação da sua sistemática, contribuindo para o aumento de resolução das categorias infragenéricas historicamente reconhecidas. O presente estudo tem por objetivos estudar: a) A ontogenia floral em dez representantes circunscritos nas seções Anthurium sect. Pachyneurium, Anthurium sect. Tetraspermium e Anthurium sect. Urospadix, a fim de analisar padrões de desenvolvimento nessas seções; b) A micromorfologia e a anatomia floral de dez representantes de Anthurium sect. Urospadix, visando levantar caracteres para auxiliar na delimitação das espécies nas subseções estudadas; e c) A vascularização floral em dez espécies circunscritas nas seções Anthurium sect. Pachyneurium, Anthurium sect. Tetraspermium e Anthurium sect. Urospadix, para verificar a uniformidade ou não do conjunto de caracteres vasculares nessas seções. Para o levantamento dos caracteres ontogenéticos, micromorfológicos e anatômicos florais serão utilizadas técnicas usuais para as microscopias de luz, confocal por varredura a laser e eletrônica de varredura. Espera-se contribuir com o conhecimento de caracteres florais nas seções estudadas e também no gênero como um todo, auxiliando na elucidação da sua sistemática infragenérica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
POLI, LETICIA P.; TEMPONI, LIVIA G.; COAN, ALESSANDRA I. Floral vasculature and its variation for carpellary supply in Anthurium (Araceae, Alismatales). PeerJ, v. 5, JAN 26 2017. Citações Web of Science: 0.
POLI, LETICIA PERES; TEMPONI, LIVIA GODINHO; COAN, ALESSANDRA IKE. Gynoecial ontogeny of Anthurium: contributions for floral developmental studies in Araceae (Alismatales). BOTANY, v. 93, n. 1, p. 47-56, JAN 2015. Citações Web of Science: 2.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
POLI, Leticia Peres. Desenvolvimento e anatomia dos órgãos reprodutivos de Anthurium Schott (Araceae, Alismatales) e suas implicações na taxonomia. 2017. 164 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.