Busca avançada
Ano de início
Entree

SIMETRIA NA MÚSICA DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX: o Villa-Lobos do pós-guerra (1945-50) e suas afinidades com o folclorismo de Bartók.

Processo: 13/03646-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Adriana Lopes da Cunha Moreira
Beneficiário:Allan Medeiros Falqueiro
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Quarteto de cordas   Sinfonia   Análise musical   Teoria dos conjuntos

Resumo

Este projeto propõe a análise de obras de Heitor Villa-Lobos compostas entre os anos de 1945 e 1950, tratando dos eixos simétricos presentes nas obras selecionadas. Entre elas estão os Quartetos de Cordas n° 9 (1945), n° 10 (1046), n° 11 (1947) e n° 12 (1950), as Sinfonias n° 7 (1945) e n° 8 (1950), o Trio (1945), o Duo (1946), o poema sinfônico Erosão (1950), o Concerto n° 1 para piano e orquestra (1945) e também o Quarteto de Cordas n° 4 que data de 1917, segundo informação de Villa-Lobos, mas foi estreado apenas em 1949. A utilização de eixos simétricos é recorrente em compositores do século XX, sendo esta uma das alternativas para contrapor o sistema tonal, baseado em assimetrias. A presença de organizações simétricas é comum entre compositores que buscam na música de suas nações fonte criativa para suas obras, como Béla Bartók e Stravinsky. Villa-Lobos compartilha desta característica, sendo importante figura na construção da nação brasileira, musical e politicamente. O projeto visa um olhar pós-moderno para a música de Villa-Lobos, procurando relações entre as obras e seu contexto histórico, social, pessoal e econômico, a fim de compreender a escrita musical do compositor inserida em uma ampla teia de significados. Para além das obras selecionadas, será investigada a presença de simetrias semelhantes em obras que possuem relações composicionais com alguma das obras analisadas. Outro objetivo deste trabalho é relacionar a linguagem composicional de Villa-Lobos e Béla Bartók a partir do viés da simetria, procurando afinidades entre as formas com que ambos compositores trabalhavam a música folclórica.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FALQUEIRO, Allan Medeiros. Eixos e metaeixos: simetria inversiva em obras de Villa-Lobos. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Comunicações e Artes São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.