Busca avançada
Ano de início
Entree

Revolução, anarquia e comunismo: às origens do socialismo internacionalista italiano (1871-1876)

Processo: 13/16178-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2013
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Pesquisador responsável:Walquiria Gertrudes Domingues Leao Rego
Beneficiário:Gualtiero Marini
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/15979-5 - Pesquisa sobre as fontes primárias e secundárias: Carlo Cafiero, Andrea Costa, Errico Malatesta e a primeira internacional na Itália (1871-1876), BE.EP.DR
Assunto(s):Socialismo   Anarquismo   Itália

Resumo

O presente projeto se propõe a analisar os primeiros anos de vida do movimento socialista italiano (1871-1876) os quais se inserem, grosso modo, nas dinâmicas organizacionais da Federação Italiana da Associação Internacional dos Trabalhadores (1871-1880), que desde o início representou a fração antiautoritária do histórico organismo criado em Londres em 1864. Nossa pesquisa pretende reconstruir, a partir das figuras de três protagonistas fundamentais deste período - Carlo Cafiero (1846-1892), Andrea Costa (1851-1910) e Errico Malatesta (1853-1932) -, não apenas a paisagem social e política da época mas sobretudo descrever a parábola teórica realizada pelos três revolucionários italianos, através da qual se tornaram promotores, nas palavras e nos fatos, de uma original fórmula política conhecida como "comunismo anarquista". Para entender melhor quais elementos - teóricos, históricos, econômicos, políticos, sociais - contribuíram para essa elaboração, retraçaremos os primeiros passos do socialismo italiano, tanto nos escritos como nas ações, historicamente marcados por uma insatisfação pós-risorgimentale pela Unificação do país (1861) - que se mostrou incapaz de satisfazer as demandas de renovação das massas proletárias - e por uma forte influência no território nacional das figuras de Giuseppe Mazzini e Mikhail Bakunin. As vidas paralelas e as ideias dos nossos protagonistas, nos levarão através de problemáticas de ordem teórica e historiográfica de não pequena importância. Tais como: o processo de transformação ideológica do socialismo italiano, a relação entre marxismo e anarquismo, o conceito de revolução na Itália e seu vínculo com a tradição do Risorgimento, as relações cidade/campo e operário/camponês, a polêmica antiparlamentar e abstencionista. Todas questões que esta pesquisa pretende abordar e iluminar, apoiando-se também na datada e nem sempre esclarecedora literatura sobre o tema. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARINI, Gualtiero. Revolução, anarquia e comunismo : às origens do socialismo internacionalista italiano (1871-1876). 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.