Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanofibras sintéticas biodegradáveis como suporte para células-tronco na regeneração tecidual do sistema nervoso

Processo: 13/16533-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Marimélia Aparecida Porcionatto
Beneficiário:Laura Nicoleti Zamproni
Instituição-sede: Instituto Nacional de Farmacologia (INFAR). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/23797-4 - Hidrogéis contendo nanopartículas com VEGF e CXCL12 para transplante de células-tronco mesenquimais em modelo de traumatismo cranioencefálico, BE.EP.DR
Assunto(s):Sistema nervoso central   Reparo tecidual   Células-tronco   Biomateriais   Nanofibras

Resumo

Lesões do sistema nervoso central são, em geral, altamente incapacitantes e com poucas possibilidades terapêuticas. A utilização de terapia celular com transplante de células-tronco (CT) parece promissora, porém esse processo não é totalmente eficiente, pois poucas células chegam ao local lesado e sobrevivem no microambiente da lesão, que é pouco favorável para a sobrevivência celular devido à presença de moléculas neurotóxicas secretadas localmente. Para melhorar a regeneração do tecido nervoso é necessário desenvolver estratégias de fixação das CT no local da lesão onde as mesmas possam exercer sua função parácrina, neuroprotetora e neuroreparadora. Uma alternativa para a resolução desta questão é o emprego de biomaterias. Nanofibras sintéticas biodegradáveis são estruturas filamentares que imitam os arcabouços fibrosos da matriz extracelular e podem funcionar como carreadores celulares nos transplantes de CT, funcionando ainda como suporte de adesão, replicação e diferenciação destas células. O objetivo deste trabalho é avaliar a eficácia das nanofibras como arcabouço para suporte de CT e avaliar sua eficácia in vivo para terapia celular em lesões no sistema nervoso central.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Células-tronco ajudam a recuperar área cerebral danificada por AVC 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.